Discente: Janda Montenegro de Silva

Título da dissertação: A crise do autor nos romances de Sérgio Sant'Anna

Orientador(a): Adauri Silva Bastos

Ano da defesa: 2019

Páginas: 107

Resumo:

Este trabalho objetiva empreender uma leitura crítico-interpretativa dos romances Confissões de Ralfo (1975) e Simulacros (1977) e da peça de teatro Um romance de geração (1981) – todos de Sérgio Sant’Anna –, considerando o uso do pastiche e da ‘patafísica como ferramentas para o desenvolvimento da metalinguagem e da desconstrução de sentido, o que estimula o leitor a questionar o tempo todo o que é realidade e o que é encenação. Como alicerce, usamos as reflexões de autores como Zygmunt Bauman, sobretudo acerca da dita pós-modernidade; de Wolfgang Iser, sobre o ato da leitura, o leitor e as especificidades da recepção de textos literários; de Silviano Santiago, a respeito da prosa literária no Brasil; e de Hans Robert Jauss, principalmente quanto à literatura vista em oposição à teoria literária. No diálogo comparativo com outras literaturas, aproximamos nosso corpus de textos de Guy Debord, George Orwell, Samuel Beckett e William Shakespeare. Por fim, mas igualmente importante, recorremos a entrevistas concedidas pelo autor e a estudos de especialistas como Ana Caroline de Oliveira Meira, David de Sousa Alves Raposo, Flávia Danielle Rodrigues Silva, Marcelo Fonseca Alves, Mariana Marques, Maria Isaura Rodrigues Pinto, Rosa Maria Dizero de Carvalho, Sandra Pereira da Cruz e Sandro Roberto Maio. A partir da assimilação dessa bibliografia, buscamos refinar nossas próprias descobertas e imprimir alguma objetividade ao que chamamos de crise do papel do autor na obra de Sérgio Sant’Anna.

Palavras-chave: Sérgio Sant’Anna; literatura brasileira; autor; sociedade do espetáculo; ‘patafísica.

Abstract

This work aims to undertake a critical-interpretative reading of the novels Confissões de Ralfo (1975) and Simulacros (1977) and of the play Um romance de geração (1981) – all by Sérgio Sant’Anna –, considering the use of pastiche and pataphysics as tools for the development of metalanguage and the deconstruction of meaning, which encourages the reader to question all the time what is reality and what is staging. As a foundation, we use the reflections by authors such as Zygmunt Bauman, especially about the so-called postmodernity; by Wolfgang Iser, about the act of reading, the reader and specificities of reception of literary texts; by Silviano Santiago, on literary prose in Brazil; and by Hans Robert Jauss, mainly regarding literature seen as opposed to literary theory. In comparative dialogue with other literatures, we approach our corpus to texts by Guy Debord, George Orwell, Samuel Beckett, and William Shakespeare. Finally, but equally importantly, we use interviews given by the author and studies by specialists such as Ana Caroline de Oliveira Meira, David de Sousa Alves Raposo, Flávia Danielle Rodrigues Silva, Marcelo Fonseca Alves, Mariana Marques, Maria Isaura Rodrigues Pinto, Rosa Maria Dizero de Carvalho, Sandra Pereira da Cruz and Sandro Roberto Maio. From the assimilation of this bibliography, we seek to refine our own discoveries and to impress some objectivity to what we call crisis of the author’s role in the works of Sérgio Sant’Anna.

Keywords: Sérgio Sant’Anna; Brazilian literature; author; society of the spectacle; pataphysics.

Coordenação

Coordenador: Prof. Dr. Adauri Bastos

Vice-coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 12h às 16h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ