Discente: Vanessa Antunes da Silva

Título da dissertação: Referenciação e violência contra a mulher em relatos femininos

Orientador(a): Leonor Werneck dos Santos

Ano da defesa: 2019

Páginas: 106

Resumo:

Esta pesquisa analisa as estratégias referenciais, principalmente as anáforas diretas, em seis relatos, retirados de fontes online, de mulheres que sofreram algum tipo de violência causada pelo machismo. Sendo assim, nosso objetivo é analisar de que modo os processos referenciais, em especial as anáforas diretas, expressam o posicionamento argumentativo das enunciadoras em relação aos agressores de que falam. Como embasamento teórico, utilizamos correntes teórico-metodológicas como a Linguística de Texto (KOCH, 1997, 2004; MARCUSCHI, 2006, 2008), com ênfase nos estudos da referenciação (KOCH e MARCUSCHI, 1998; CAVALCANTE, 2003; SANTOS, 2015); a Teoria da Argumentatividade (DUCROT, 1988; PERELMAN e OBRECHTS-TYTECA, 2005 [1992]); e a Teoria Feminista (NYE, 1995 [1939]; BEAUVOIR, 2016 [1949]; SAFFIOTI 1997 e 2002). Os resultados mostram que, a todo momento, as recategoriações sofridas pelos objetos do discurso explicitam o posicionamento argumentativo das vítimas e expõem as marcas que as violências sofridas deixaram na vida das relatoras.

Abstract

This research analyzes the reference strategies, mainly direct anaphora, in six reports of women who suffered some kind of violence caused by chauvinism. Therefore, our objective is to analyze in what way the referential processes, especially the direct anaphors, express the enunciators argumentative position in relation to the aggressors they talk about. As a theoretical basis, we use theoretical and methodolocal chains such the Text Linguistics (KOCH, 1997, 2004; MARCUSCHI, 2006, 2008), with an emphasis on reference strategies (KOCH e MARCUSCHI, 1998; CAVALCANTE, 2003; SANTOS, 2015); the Argumentation Theory (DUCROT, 1988; PERELMAN e OBRECHTS-TYTECA, 2005 [1992]); and the Feminist Theory (NYE, 1995 [1939]; BEAUVOIR, 2016 [1949]; SAFFIOTI 1997 e 2002). The results show that, at all times, the recategorizations suffered by explanatory objects make explicit the victims argumentative position and expose the marks left by the violence in rapporteurs life.

Coordenação

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ