Discente: João Ximenes Neto

Título da dissertação: Carolina Maria De Jesus: uma estrangeira em nossa literatura

Orientador(a): Anélia Montechiari Pietrani

Ano da defesa: 2018

Páginas: 81

Resumo:

A romancista, poeta, cantora e compositora Carolina Maria de Jesus surge no cenário da literatura brasileira no início da década de 60 com a obra intitulada Quarto de despejo, magnus opus que lhe rendeu a representação de uma voz negra e atuante no universo literário nacional e internacional. Sobre os caminhos trilhados até que a “estranha” e desconhecida mulher negra e favelada se firmasse como uma das mais importantes escritoras negras do Brasil, tem sido revelador o trabalho de Fernanda Rodrigues de Miranda, Os caminhos literários de Carolina Maria de Jesus: experiência marginal e construção estética, que apresenta por propósito estudar a conversão de sua experiência em literatura. Nesta dissertação, tomaremos como objeto de estudo literário a obra Quarto de despejo, em que a autora se propõe a retratar a figura da mulher negra, favelada e isolada da sociedade como uma personagem que se encontra à margem, fora da órbita do progresso e do discurso essencialista da nação. A fim de conceituar e compreender a escritora Carolina enquanto “estranha” e “estrangeira” na literatura, tomaremos como base teórica o livro Falando com estranhos: o estrangeiro e a literatura brasileira, coletânea de ensaios críticos e textos ficcionais organizada por Godofredo de Oliveira Neto e Stefania Chiarelli, que revê a tradição literária nacional pelo ponto de vista do estrangeiro

Palavras-chave: Carolina Maria de Jesus, literatura brasileira, escritora negra, estrangeira.

Abstract:

The novelist, poet, singer and composer Carolina Maria de Jesus arises in Brazilian Literature scenery in the beginning of the sixties with her literary work Quarto de despejo, magnus opus which resulted in a black and active voice representation in the national and international universe. About the trodden paths until the “stranger” and unknown black and slum woman become one of the most important black writers in Brazil, Fernanda Rodrigues de Miranda’s thesis, entitled Os caminhos literários de Carolina Maria de Jesus: experiência marginal e construção estética, has been revealing, which focuses the conversion of Carolina’s experience in literature. In this work, our object of study will be the literary work Quarto de despejo, which the author proposes to depict the black, slum and isolated woman from society that is found in the margins, outside from the orbit of progress and the essentialist speech of the nation. In order to conceptualize and understand Carolina Maria de Jesus’s way of writing as a “stranger” and “foreigner” in our literature, our theoretical basis will be the book entitled Falando com estranhos: o estrangeiro e a literatura brasileira, a compilation of critical essays and fictional texts, organized by Godofredo de Oliveira Neto and Stefania Chiarelli, that reviews the national literary tradition through the foreigner point of view

Keywords: Carolina Maria de Jesus, Brazilian literature, black writer, foreigner.

Coordenação

Coordenador: Prof. Dr. Adauri Bastos

Vice-coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ