Discente:Morgana Chagas Ferreira

Título da dissertação: Da Deslembraça ao Legado: Topoanálise na Obra Literária de Carmen Dolores

Orientador(a): Maria Lucia Guimarães de Faria

Ano da defesa: 2020

Páginas: 77

Resumo:

Acompanhando a tendência das pesquisas que almejam fazer um resgate da literatura de autoria feminina, será investigada neste trabalho a produção literária de Carmen Dolores – crônicas, contos e, especialmente, o seu único romance publicado (A luta, 1911) – em que a autora parece utilizar a descrição de espaços físicos não só como um procedimento estético, mas também como um registro da mudança de comportamentos resultante da crescente modernização dos costumes. Veremos como o trabalho realizado com a linguagem feito por Dolores constrói um mundo ficcional que aponta para uma realidade fora do espaço do texto e que registra o movimento da vida na virada do século XIX para o XX, bem como as tensões existentes durante o processo. As paisagens textuais montadas pela autora dão uma outra perspectiva da posição que as personagens femininas ocupavam na literatura da época, já que há a construção de distintos perfis de mulheres e a criação de diálogos longos entre elas com temáticas não recorrentes, como a emancipação de suas figuras. Também empreenderemos um levantamento teórico relevante para os estudos de viés topoanalítico, com a revisitação de Bachelard (1978), Damatta (1985), Dibie (1988), Lobo (2008), entre outros que auxiliarão no desenvolvimento e alargamento de dois conceitos com os quais a autora opera frequentemente: casa e rua. Aqui, casa e rua são mais do que espaços físico-geográficos – funcionam também como duas categorias antropo-sociológicas fundamentais para compreender os múltiplos contextos nos quais a cultura brasileira está inserida.

Palavras-chave: Carmen Dolores; topoanálise; mulher.

Abstract

Following the trend of research that aims to rescue the literature of female authorship, this work will investigate Carmen Dolores' literary production - chronicles, short stories, and especially her only published novel (The Struggle, 1911) - in which the author seems to use the description of physical spaces not only as an aesthetic procedure, but also as a record of the change in behavior resulting from the increasing modernization of customs. We will see how the work done by Dolores with the language builds a fictional world that points to a reality outside the text space, which records the movement of life at the turn of the nineteenth to the twentieth century, as well as the tensions that exist during the process. . The textual landscapes assembled by the author give another perspective of the position that female characters occupied in the literature of the time, since there is the construction of distinct profiles of women and the creation of long dialogues between them with non-recurring themes, such as the emancipation of their own. figures. We will also undertake a relevant theoretical survey for topanalytic bias studies, with the revisiting of Bachelard (1978), Damatta (1985), Dibie (1988), Lobo (2008), among others that will assist us in the development and expansion of two concepts with which the author often operates: home and street. Here, home and street are more than physical- geographical spaces - they also function as two fundamental anthropo-sociological categories to understand the multiple contexts in which Brazilian culture is inserted.

Keywords: Carmen Dolores; topoanalysis; woman.

Coordenação

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ