Discente: Anna Beatriz Cavalcante de Melo da Cruz

Título da dissertação: Os efeitos da restrição à ordem VS no PB: estratégias gramaticais de focalização

Orientador(a): Silvia Regina de Oliveira Cavalcante

Ano da defesa: 2020

Páginas: 117

Resumo:

Neste trabalho apresentamos um estudo sobre os efeitos das mudanças na posição do sujeito no PB nas estratégias gramaticais de foco, a partir da análise de cartas escritas por brasileiros nascidos entre 1800 e 1975. Diversos estudos descrevem o PB como uma gramática de ordem SV rígida e ordem VS restrita a contextos gramaticais específicos, como construções inacusativas e inversões locativas, e os trabalhos diacrônicos também mostram as mudanças no condicionamento linguístico de VS. Ao longo do tempo, o estatuto informacional do sujeito perde relevância como fator favorecedor de VS e os fatores gramaticais, como o tipo de verbo, se consolidam como os principais condicionadores. Sendo assim, o sujeito focalizado deixa de ser codificado por ordem VS e é esperado que outras estratégias gramaticais cumpram tal função. Levanta-se a hipótese da emergência da clivagem como a estratégia que o PB dispõe para focalizar o sujeito, considerando as restrições à ordem VS. Nesse sentido, investigamos em que medida essas restrições repercutem na marcação do sujeito focalizado. Controlamos construções de sujeitos antepostos, pospostos e clivados, buscando observar qual(is) tipo(s) de foco(s) é veiculado pelas construções e se é possível observar mudanças ao longo do tempo. Para a análise do estatuto informacional, adotamos uma metodologia baseada nas propostas de Zubizarreta (1998) e Kiss (1998). Acreditamos que a ordem VS, de fato, deixe de ser uma estratégia adotada para marcar o sujeito focalizado; por outro lado, acreditamos que a clivagem só substitui VS até certo ponto, pois está associada à contrastividade. Os dados coletados foram submetidos ao GoldVarb X, para observar os padrões estatístico e a interação dos fatores, e também realizamos testes de qui-quadrado, para testar a hipótese de que a clivagem é especializada em marcar foco contrastivo. Os resultados confirmam nossas expectativas e mostram que, com as mudanças na posição do sujeito, ocorreram mudanças na marcação do foco. Ao longo do tempo, a ordem VS deixa de ser adotada como estratégia para marcar sujeitos que veiculam informação nova e a ordem SV passa a ser ainda mais produtiva nesse contexto. Em sujeitos que apresentem traços de contraste/exaustividade, atestamos que os sujeitos clivados, ao longo do tempo, se especializam como estratégia para marcar foco contrastivo.

Palavras-chave: posição do sujeito; estatuto informacional; foco contrastivo.

Abstract

In this work, we present a study about the effects of changes in subject position on the grammatical strategies of focus marking. Our analysis is based on letters written by Brazilians born between 1800 and 1900. Studies describe Brazilian Portuguese (BP) as grammar with a strict Subject-Verb order, in which Verb-Subject order is restricted to specific contexts, such as unnacusative constructions and locative inversions. Diachronic studies also show changes in linguistic constraints of VS order. Over time, subject information status loses strengtht as factor favouring VS and grammatical factors, such as verb type now take its place. Therefore, focused subjects are no longer marked by VS order and we expect other grammatical strategies to fulfill that function. Our hypothesis is that clefts emerge as a BP’s strategy for focusing on the subject, since VS order is restricted. In this regard, we investigate in which extent this restriction affect the marking of focused subjects. We control preverbal, postverbal and also cleft subjects as we aim to observe which types of focus are conveyed by these constructions and if it is possible to note changes across time. For the information status analysis, we adopted a methodology based in the proposals of Zubizarreta (1998) and Kiss (1998). We believe that VS order is, indeed, no longer a strategy for marking focused subjects; on the other hand, we believe that clefts only replace VS to a certain extent, as it is associated to exhaustiveness. We submitted our data to GoldVarb X in order to observe statistical patterns and factors interaction and we also performed chi-squared tests to verify if clefts are specialized in marking contrastive focus. The results confirm our expectations and show that, with the changes in subject position, changes in focus marking have occurred. Over time, VS order is no longer used for marking subjects which are new information and SV order becomes even more productive in such contexts. Concerning subjects with contrast/exhaustive interpretation, we verify that cleft subjects specialize as a mark of contrastive focus.

Keywords: suject position; information status; contrastive focus.

Coordenação

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ