Discente: Julia Pinheiro Gomes

Título da tese: Mário Cesariny, poeta-crítico da modernidade

Orientador(a): Jorge Fernandes da Silveira

Ano da defesa: 2020

Páginas: 152

Resumo:

Nesta tese, buscamos revelar de que forma Mário Cesariny pode ser compreendido como um autor crítico da modernidade. Deste modo, partimos de uma discussão em torno da modernidade e do seu viés crítico para chegarmos à obra do nosso autor, que embora ligado ao Surrealismo português, se apresenta inequivocamente como moderno. Neste contexto, é pertinente apontar que embora ele tenha desenvolvido uma poética individual, podemos ler em muitos de seus poemas a capacidade de diálogo com escritores também modernos portugueses (Cesário Verde, Teixeira de Pascoaes) e estrangeiros (Manuel Bandeira, Arthur Rimbaud). Outra faceta menos conhecida da sua criação literária (mas igualmente crítica) é o ensaio. Aqui, destacamos aqueles da antologia as mãos na água a cabeça no mar, que lançam um olhar sobre poetas modernos (de Gérard de Nerval a Fernando Pessoa). Em ambos os casos, salientamos um Cesariny que sugere (e recusa) seus precursores, construindo uma constelação, na qual também se insere. Nosso objetivo é, portanto, explicitar a maneira como a crítica se desenvolve em cada um dos textos selecionados para análise, guardando as devidas distinções formais. Finalmente, constatamos que o poeta-crítico (crítico-poeta) parece fundar a sua própria tradição moderna da poesia, a partir da (re)escrita de/sobre o outro.

Palavras-chave: Mário Cesariny; modernidade; ensaio e poesia.

Abstract:

In this thesis, we aim to unveil how Mário Cesariny can be understood as an author that is critic of modernity. Thus, we started with a discussion on modernity and its critical bias in order to reach the work of our author, who is linked to the Portuguese Surrealism, but reveals itself unmistakably as modern. In this context, it is relevant to point out that although he developed an individual poetics, we can read in many of his poems the ability to dialogue with modern writers from Portugal (Cesário Verde, Teixeira de Pascoaes), but also from another countries (Manuel Bandeira, Arthur Rimbaud). A lesser known (but equally critical) aspect of his literary creations is the essay. We highlight here those from the anthology as mãos na água, a cabeça no mar, in which modern poets (from Gérard de Nerval to Fernando Pessoa) are in review. In both cases, we present a Cesariny that suggests (and refuses) its predecessors, building a constellation, in which he is also part of. Our goal is, therefore, to explain the way criticism is developed in each of the selected texts, keeping formal distinctions in mind though. Finally, we believe the poet-critic (critic-poet) seems to stablish his own modern tradition of poetry, through the (re)writing of /about the other.

Keywords: Mário Cesariny; modernity; essay e poetry.

Coordenação

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ