Discente: Rafael Rodrigues da Silva Cardoso

Título da tese: De Portugal ao Brasil: edição semidiplomática e descrição de cartas privadas da imigração portuguesa para o Brasil no século xx

Orientador(a): Célia Regina dos Santos Lopes

Ano da defesa: 2020

Páginas: 702

Resumo:

A presente tese visa apresentar uma edição semidiplomática e uma descrição sociohistórica de um conjunto de 154 cartas privadas inéditas escritas no contexto da imigração portuguesa para o Brasil justificando sua validade histórica e social como fonte para estudos linguísticos. A partir de uma discussão sobre a natureza do material de estudo com que trabalha a Sociolinguística Histórica, o estudo reitera a importância da edição e da disponibilização de cartas privadas para estudos linguísticos, com base em conceitos propostos por Koch e Oesterreicher (2007) e Marcuschi (2001). É apresentada uma descrição sociohistórica do corpus, com base em estudos históricos sobre a imigração portuguesa (mais particularmente, a imigração portuguesa para o Brasil) e no conteúdo das cartas, complementado por depoimentos de terceiros. A hipótese de trabalho é de que esse material, por ter sido produzido em contexto de migração, é representativo da história da língua a partir de baixo, conforme propõe Elspass (2005), mas que os remetentes apresentam diferentes graus de habilidade com a escrita. Um problema que se apresenta é a questão da autoria, tendo em vista que alguns remetentes foram identificados por terceiros como analfabetos. Dessa forma, como método de análise, coletam-se dessas cartas dados de desvios gráficos em relação a um referencial modelar escolhido, classificados com base em proposta de Barbosa (2017). Análises foram usadas para agrupar os remetentes por três graus de habilidade, sobre os quais se tecem comentários acerca dos fenômenos encontrados em cada um deles. Entre os resultados, foram identificados remetentes cujo percentual de desvios foi bastante baixo, indicando que, mesmo se tratando de um material produzido no contexto migratório, há remetentes bastante hábeis segundo os parâmetros analisados. Em conjunto com outros aspectos de análise, os percentuais de desvios também comprovaram, para os remetentes tidos como analfabetos, que suas cartas foram ditadas para que outros as escrevessem, além de auxiliarem a identificar dois remetentes que atuaram como “escreventes”.

Palavras-chave: Linguística. Sociolinguística Histórica. Cartas privadas. Edição semidiplomática. Imigração Portuguesa.

Abstract:

This thesis aims at presenting a sociohistorical description and a semi-diplomatic edition of 154 private letters written in the context of the portuguese immigration to Brazil, and also at justifying its social and historical validity as a source for linguistic studies. We discuss the material available for Historical Sociolinguistics, and, based on concepts proposed by Koch e Oesterreicher (2007) and Marcuschi (2001), reaffirm the importance for linguistic studies of editing and publishing private letters. We present a sociohistorical description of the corpus, based on historical studies on the Portuguese emigration (more specifically, the Portuguese immigration to Brazil) and on the content of the letters, supplemented by information from interviews with relatives of the writers. Our initial hypothesis is that since this material was produced in the context of migration, it is representative of language history from below (ELSPASS, 2005), but that the writers inevitably have different writing skills. In this material we also deal with the problem of authorship, since, as pointed out in the interviews, some of the letters were sent by illiterates. As our method for analysing the letters, we chose a spelling model as a reference and collected words from the letters that diverged from this model, which we classified based on the ideas of Barbosa (2017). Based on the writing skills, we formed three groups of writers and discussed the data patterns of every group. Among the results, we identified writers whose texts diverged very little from the model, which proves that although the material comes from a migration environment, based on our parameters of analysis, some writers were very skilled. Alongside with other aspects of the analysis, the data collected also prove that the letters sent by the illiterates were dictated, and also helped to identify two writers that were letter-writers.

Keywords: Linguistics. Historical Sociolinguistics. Private letters. Semidiplomatic edition. Portuguese immigration.

Coordenação

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ