Discente: Bruno da Silva Soares

Título da tese: As vertentes do medo em Mário de Sá-Carneiro

Orientador(a): Luci Ruas Pereira

Ano da defesa: 2019

Páginas: 184

Resumo:

Circunscrito na linha historiográfica do horror português por Maria Leonor Machado de Sousa, Mário de Sá-Carneiro é analisado na presente tese como um dos expoentes das narrativas das estéticas do medo e suas vertentes, o horror e o terror, sendo o corpus formado por novelas e contos selecionados de suas duas coletâneas Princípio (1912) e Céu em fogo (1915). Considerando a proposta de David Roas de que o medo é essencial ao Fantástico, o estudo parte da dissertação de mestrado, O modo fantástico em Mário de Sá-Carneiro (2013), de minha autoria, para averiguar como, dentro do modo fantástico, encontram-se os enredos considerados como sendo do medo e, a partir desses, analisar dois eixos de leitura crítica: no primeiro, três formas estéticas do medo são analisadas: o sublime terrível, de Burke; o grotesco horrífico, de Wolfgang Kayser e o horror cósmico, de H.P. Lovecraft. No segundo eixo, agrupam-se os temas sá-carneirianos que compõem as vertentes do medo: o onírico, o duplo, a insanidade e o desajuste do homem moderno. Dessa forma, a tese determina como Mário de Sá-Carneiro pode ser lido como um dos nomes das vertentes do medo na Literatura Portuguesa do início do século XX.

Abstract:

Outlined in the historiographic line of horror by Maria Leonor Machado de Sousa, Mário de Sá-Carneiro is analyzed in this thesis as one of the exponents of the narratives of fear and its aspects, horror and terror, being the corpus formed by selected novels and short stories. from his two collections Principle (1912) and Heaven on Fire (1915). Considering David Roas's proposal that fear is essential to Fantastic, the study starts from the master's dissertation, The Fantastic Mode in Mario de Sá-Carneiro (2013), of my own, to find out how, within the fantastic mode, they find the plots of fear are analyzed and, from these, two axes of critical reading are perceived: in the first, three aesthetic forms of fear are analyzed: Burke's sublime terrible; Wolfgang Kayser's grotesque gruesome and H.P. Lovecraft's cosmic horror. In the second axis, the sa-carneirian’s themes that compose the strands of fear are grouped: the dream, the double, the insanity and the misfit of the modern man. Thus, the thesis determines how Mário de Sá-Carneiro can be read as one of the names of the fear strands in Portuguese Literature of the early twentieth century.

Coordenação

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ