Discente: Carlos Benites de Azevedo

Título da tese: Entre crônicas, contos, cartas e pequenas histórias da república de Alexandre e dos meninos pelados: Ramos de um Graciliano pouco conhecido e bastante valioso

Orientador(a): Godofredo de Oliveira Neto

Ano da defesa: 2019

Páginas: 300

Resumo:

O presente trabalho estuda marcas literárias autorais do escritor alagoano Graciliano Ramos em algumas de suas obras menos prestigiadas pela crítica e academia. Julgamos que essas obras, além de possuírem uma riqueza estético-literária, são importantes para conhecermos Graciliano e sua transformação no grande escritor que foi e, por isso, mereciam um estudo aprofundado. Assim, nosso objeto de pesquisa tem como corpus suas obras póstumas de crônicas Linhas tortas (1962), Viventes das Alagoas (1962) e os livros de textos inéditos Garranchos (2012) e Cangaços (2014); seu livro de contos Insônia (1947); sua obra destinada ao público infantojuvenil Histórias de Alexandre (1944), A terra dos meninos pelados (1939) e Pequena história da República, que foram reunidas em Alexandre e outros heróis (1962, póstumo). Além dessas obras, pesquisamos um vasto volume de cartas, principalmente as que estão sob a guarda do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB/USP), enviadas ou recebidas por Graciliano, de parentes, escritores e outros profissionais ligados às letras, e cuja pesquisa se justifica por detectarmos que muitas dessas cartas possuem importantes pistas para o entendimento do fazer literário do autor e/ou por também mostrarem a mesma linguagem usada em seus livros. Como aporte teórico para o presente estudo tivemos autores ligados à teoria literária em geral e autores dedicados à obra de Graciliano ou a temas tratados em seus livros, como memória, infância e a literatura juvenil. Assim, entre outros, contamos com livros e artigos de Antonio Candido, Thiago Mio Salla, Ieda Lebensztayn, Walter Benjamin, Nelson W. Sodré, Alfredo Bosi, Nádia Gotlib, Rui Mourão, Fernando A. Cristóvão, R. Morel Pinto, Osman Lins, J. Geraldo Vieira, Godofredo de Oliveira Neto, Bastide, João L. Lafetá, e J. M. Gagnebin, sem contar as biografias escritas por Denis de Moraes, Ricardo Ramos e Clara Ramos.

Resumé:

The present work studies literary marks of the author of the Alagoan writer Graciliano Ramos in some of his works less prestigious by the critic and academy. We believe that these works, besides possessing an aesthetic-literary richness, are important to know Graciliano and his transformation in the great writer that was and therefore deserved a thorough study. Thus, our research object has as corpus his posthumous works of chronicles Crooked lines (1962), Living of Alagoas (1962) and the unpublished textbooks Garranchos (2012) and Cangaços (2014); his short story books Insomnia (1947); his work aimed at children and youth readers Stories of Alexander (1944), The land of the naked boys (1939) and Small history of the Republic, that were reunited in Alexander and other heroes (1962, posthumous). In addition to these works, we researched a vast volume of letters, especially those that are under the custody of the Institute of Brazilian Studies (IEB / USP), sent or received by Graciliano, from relatives, writers and other professionals related to letters. justifies that we detect that many of these letters have important clues to the understanding of the literary work of the author and / or also to show the same language used in his books. As a theoretical contribution to the present study we had authors related to the literary theory in general and authors dedicated to the work of Graciliano or to themes treated in his books, such as memory, childhood and youth literature. Thus, among others, we count on works and articles by Antonio Candido, Thiago Mio Salla, Ieda Lebensztayn, Walter Benjamin, Nelson W. Sodré, V. Propp, Alfredo Bosi, Nadia Gotlib, Rui Mourão, Fernando A. Cristóvão, R. Morel Pinto, Osman Lins, J. Geraldo Vieira, Godofredo de Oliveira Neto, Bastide, João L. Lafetá, and J.M. Gagnebin, and the biographies written by Denis de Moraes, Ricardo Ramos and Clara Ramos.

Coordenação

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ