Discente: Sílvia Barros da Silva Freire

Título da tese: O belo trágico na literatura brasileira contemporânea

Orientador(a): Anélia Montechiari Pietrani

Ano da defesa: 2018

Páginas: 193

Resumo:

Este trabalho realiza um estudo sobre a presença do trágico na literatura brasileira contemporânea manifestado nas marcas da beleza física das personagens. O corpus desta tese é composto por quatro romances: Antonio, de Beatriz Bracher, Joias de família, de Zulmira Ribeiro Tavares, Ponciá Vicêncio, de Conceição Evaristo, e Sinfonia em branco, de Adriana Lisboa. O objetivo é relacionar a descrição física das personagens, nas caracterizações que as aproximam ou afastam da beleza, à manifestação do trágico na literatura contemporânea. Esses romances expõem a relação entre as transformações psicológicas das personagens e seus corpos, revelando a beleza como uma espécie de aprisionamento para as mulheres. A ideia de que a opressão sofrida pelas mulheres é uma forma de tragédia dialoga com o conceito de trágico proposto por Terry Eagleton e com a teoria do mito da beleza proposto por Naomi Wolf. A pesquisa toma como base teórica, ainda, a terceira crítica de Kant em sua teoria sobre o belo e o sublime; o conceito de estranho, proposto por Sigmund Freud; e as histórias da beleza e da feiura organizadas por Umberto Eco.

Palavras-chave: Literatura Brasileira; Autoria Feminina; Tragédia; Beleza.

Abstract:

This work analyzes the presence of tragic elements in Brazilian contemporary literature which appears in the representations of the physical beauty of female characters. The corpus of this thesis consists of four novels: Antonio, by Beatriz Bracher, Joias de família, by Zulmira Ribeiro Tavares, Ponciá Vicêncio, by Conçeição Evaristo, and Sinfonia em branco, by Adriana Lisboa. The aim of the present study is to establish a link between the physical description of the characters, by looking at the features which make them more or less associated with the idea of beauty, and the manifestation of the tragic genre in contemporary literature. The aforementioned novels expose the relation between the psychological transformations of the characters and their bodies, suggesting that beauty can imprison women. The notion that the oppression suffered by women is a form of tragedy can be linked to both “the idea of the tragic” proposed by Terry Eagleton and “the beauty myth” proposed by Naomi Wolf. The research also uses as theoretical background Kant’s third critique in his theory about the beautiful and the sublime; Sigmund Freud’s concept of the Uncanny; and the stories on beauty and ugliness written by Umberto Eco.

Key-words: Brazilian Literature; Female Authorship; Tragedy; Beauty.

Coordenação

Coordenador: Prof. Dr. Adauri Bastos

Vice-coordenadora: Prof. Dra. Maria Eugenia Lammoglia 

Secretária: Maria Goretti Mello
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 12h às 16h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ