Discente: Ana Carolina Mrad de Moura Valente

Título da tese: “Dar um balão” e “fazer golaço”: construções V + SN características da linguagem do futebol

Orientador(a): Marcia dos Santos Machado Vieira

Ano da defesa: 2018

Páginas: 296

Resumo:

Investigamos, nesta Tese, as expressões características do ambiente do futebol – formadas a partir de verbo (semi)suporte – em seu contexto futebolístico e também fora dele. Entendemos por expressões características não aquelas que são exclusivas deste contexto ou que necessariamente tenham surgido dele e, sim, aquelas que são comuns nesse ambiente e facilmente relacionadas pelos usuários como frequentes no futebol. Levando em consideração o fato de que o Brasil é um país intrinsecamente ligado a esse esporte, a hipótese central desta Tese é a de que encontraremos tais expressões sendo utilizadas fora do seu contexto esportivo, na medida em que os usuários da língua são capazes de concebê-la a partir das suas experiências de mundo. Diante disso, utilizamos a Linguística Cognitiva como base das análises semânticas a fim de verificar quais são os processos ativados pelos usuários da língua no momento em que utilizam tais expressões fora do seu contexto esportivo.

Por esse motivo, fazemos a análise de dois corpora – um formado por 300 textos retirados de sites que versam sobre o esporte e que resultam em 1223 contrutos; e o segundo formado por 500 textos fora do contexto do futebol com 645 ocorrências – a fim de verificar quais as questões sintáticas – no que diz respeito à construção nos moldes de Goldberg (1995) – semânticas e contextuais que estão envolvidas neste processo, demonstrando de que maneira esse fenômeno se apresenta na língua e como o utilizamos nos mais variados contextos. Essa análise será feita em duas etapas: em um primeiro momento verificaremos as questões formais e funcionais relacionadas ao corpus do futebol, verificando os pontos relacionados ao processo de construcionalização e ao estabelecimento de redes construcionais a partir dos padrões encontrados para cada uma das estruturas formadas com verbo suporte. Em um segundo momento, faremos a análise dos dados do corpus relacionado ao contexto externo ao futebol a fim de verificar as relações que os falantes estabelecem para que possam compreender e utilizar tais expressões fora do seu contexto mais comum.

A hipótese a ser defendida nesta pesquisa é a de que os falantes são capazes de conceptualizar a língua a partir dos seus conhecimentos de mundo e das experiências culturais de cada um. Por esse motivo, defendemos a ideia de que as expressões relacionadas ao futebol serão facilmente encontradas fora desse contexto devido ao fato de este ser o esporte mais comum no país. Por esse motivo, recolhemos dados nos mais diversos gêneros textuais e nas mais diversas fontes (blogs, páginas de redes sociais, jornais, dentre outros).

Assim, confirmamos nossa hipótese a partir da análise dos dados sob a ótica da Linguística Cognitiva, da Gramática das Construções e de estudos sobre a Construcionalização em Língua Portuguesa, demonstrando de que maneira essas teorias que escolhemos nos ajudam a estudar o tema e observar a língua.

Palavras-chave: linguagem do futebol, Linguística Cognitiva, Gramática das Construções, mundo do futebol e mundo biossocial.

Abstract:

In this thesis, we investigate the characteristic expressions of soccer context – formed from the verb (semi)support – related or not to soccer context. We mean by characteristic expressions, not those that are specific to this context, but rather those that are common in this context and are easily related by users as frequent in soccer. Taking into account the fact that Brazil is a country intrinsically related to this sport, the central hypothesis of this thesis is that we will find such expressions in different contexts, not necessarily in the sports context, because language users are able to conceive it from their experiences of the world. Therefore, we use Cognitive Linguistics as the basis of semantic analysis in order to verify which are the processes activated by the users of the language when they use such expressions outside their sports context.

For this reason, we make the analysis of two corpora - one composed of 300 texts taken from sites that talk about the sport and that result in 1223 constructs; and the second formed by 500 texts outside the context of soccer with 645 occurrences - in order to verify which syntactic - with respect to the Goldberg’s approach (1995) of construction - semantic and contextual questions are involved in this process, indicating the way this phenomenon occurs and how we use it in the most distinguished contexts. This analysis will is divided into two steps: first, we will check the formal and functional issues related to the soccer corpus, checking the points related to the construction process and the establishment of constructional networks from the patterns found for each of the structures formed with verb support; second,, we will analyze data related to the external context of soccer in order to verify the relations that the speakers establish so that they can understand and use such expressions outside their most common context.

The hypothesis to be defended in this research is that the speakers are able to conceptualize the language from their knowledge of the world and the cultural experiences of each one. For this reason, we support the idea that expressions related to soccer will be easily found out of this context due to the fact that this is the most common sport in the country. For this reason, we collect data in the most diverse textual genres and in the most diverse sources (blogs, social network pages, newspapers, among others).

Thus, we confirm our hypothesis from the analysis of the data from the perspective of Cognitive Linguistics, the Grammar of Constructions and studies on Construccionalization in Portuguese Language, demonstrating how these theories help us to study the subject and observe the language

Key-words: Cognitive Linguistics; Construction Grammar, soccer context.

Coordenação

Coordenador: Prof. Dr. Adauri Bastos

Vice-coordenadora: Prof. Dra. Maria Eugenia Lammoglia 

Secretária: Maria Goretti Mello
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 12h às 16h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ