Língua Portuguesa


Ana Paula Quadros

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Professora Adjunta do Departamento de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (LEV/FL/UFRJ). Membro do corpo docente do Mestrado Profissional em Linguística e Línguas Indígenas - PROFLLIND (Museu Nacional/UFRJ. Pós-doutorada no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Universidade de São Paulo (USP), com bolsa Fapesp. Doutorado e mestrado em Linguística pela USP, como bolsista do CNPq e da Fapesp. Bolsa-sanduíche (com bolsa Capes) na Universidade de Massachusetts. Graduada em Linguística (USP), com bolsa de Iniciação Científica do CNPq . Pesquisadora em Linguística e Língua Portuguesa, com ênfase em Interface Sintaxe-Semântica. Temas principais: quantificadores, ?todo?, adjetivos, modificadores de grau, tema incremental, telicidade, denotação verbal, universais semânticos, quantificação universal, distributividade, predicação e semântica de graus. (Texto informado pelo autor).


Beatriz Protti Christino

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Professora Adjunta III do Departamento de Letras Vernáculas (Setor Língua Portuguesa) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), atuando na graduação e pós-graduação, e pesquisadora-colaboradora do Setor de Linguística do Museu Nacional-UFRJ, onde atua como docente no Mestrado Profissional em Linguística e Línguas Indígenas (PROFLLIND). Mestre e doutora em Linguística pela Universidade de São Paulo (USP). No mestrado, trabalhou na área de historiografia linguística examinando questões ligadas ao purismo lingüístico no Brasil dos anos 1920. Em seu doutorado, investigou o circuito de produção e recepção das pesquisas acerca de línguas sul-americanas de 1890 a 1929 e, em especial, a obra de Capistrano de Abreu sobre a língua Kaxinawá (ou hantxa kuin). Em seu pós-doutorado, no IEL-Unicamp (2008-2011), examinou aspectos morfossintáticos do Kaxinawá (Pano) no início do século XX e no início do século XXI, dando especial atenção à concordância de participante nos predicados secundários. Atualmente, dedica-se ao estudo do Português como segunda língua em comunidades indígenas brasileiras e, particularmente, à descrição da morfossintaxe do Português Huni-Kuin (Kaxinawá) e é a coordenadora do GELIC-UFRJ (vinculado ao GELIC-USP, "Grupo de Estudos de Línguas em Contato"). O projeto de pesquisa sob sua direção, "Efeitos do contato linguístico: aspectos morfossintáticos do Português Huni-Kuin", contou com o apoio financeiro da FAPERJ (edital APQ 1, processo E-26/ 111.344/ 2013) e envolveu trabalho de campo nos municípios acrianos de Cruzeiro do Sul e Marechal Thaumaturgo, assim como nas cinco aldeias Huni-Kuin da Terra Indígena do Rio Breu. (Texto informado pelo autor)


Célia Regina dos Santos Lopes

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

É professora-associada de Língua Portuguesa na Faculdade de Letras da UFRJ desde 1994, onde se doutorou em 1999, e atuou como Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Letras Vernáculas de 2005-2007. Fez, com Bolsa de Estágio Sênior da CAPES, pós-doutoramento na Universität Tübingen na Alemanha em 2010. Tem experiência na área de Lingüística Histórica e Sociolingüística, atuando principalmente nos seguintes temas: história do português, gramaticalização, sistema pronominal do português, pronomes pessoais e mudança lingüística. É autora de diversos capítulos de livros e artigos publicados em periódicos acadêmicos nacionais e internacionais sobre variação e mudança no sistema pronominal do português. Participa do Projeto Integrado Para uma História do Português Brasileiro desde 1999. Em 2003, publicou sua tese de Doutorado: "A inserção de a gente no quadro pronominal do português: percurso histórico" na Iberoamericana/Vervuert, em Frankfurt/Madri. Em 2005, organizou o livro A Norma Brasileira em Construção: fatos lingüísticos em cartas pessoais do século XIX com verba FAPERJ/UFRJ. Em 2006 editou, junto com Guiomar Ciapuscio, Dorothee Kaiser, Konstanze Jungbluth, o livro Sincronia y diacronía: de tradiciones discursivas en Latinoamérica pela Vervuert/Bibliotehca Ibero-Americana, Frankfurt/Madrid. No mesmo ano, organizou, com Afrânio Barbosa, o livro ?Críticas, queixumes e bajulações na imprensa brasileira do século XIX: cartas de leitores?. Em 2009, editou o periódico Neue Romania, 39, com Uli Reich da FU Berlim. Em 2011, organizou com Letícia Couto o livro ?As formas de tratamento em português e em espanhol: variação, mudança e funções conversacionais?. Coordenou o Projeto Laboratório de História do Português Brasileiro, financiado pelo CNPq 32/2004, processo 401832/2004-0. Desenvolveu diversos projetos financiados pelo CNPq e FAPERJ. Recebeu financiamento, por duas vezes, do Edital Jovem Cientista do Nosso Estado da FAPERJ, nas edições 2007-09 e 2009-12. É bolsista de Produtividade do CNPq desde 2006. (Texto informado pelo autor).

 


Dinah Maria Isensee Callou

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Graduação em Letras Anglo Germânicas pela Universidade Federal da Bahia (1959), Mestrado em Língua Portuguesa pela Universidade de Brasília (1965), Doutorado em Letras Vernáculas - Área Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1980) e Pós-Doutorado em Linguística (Universidade da California/Santa Bárbara, 1994-1995). Pesquisador 1A (bolsa de produtividade em pesquisa) do CNPq e Professor Titular (1992) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde atua desde 1966. Exerceu atividades na UFBA (1960-1962) e na UNB (1963-1965). Tem experiência na área de Fonética/Fonologia e Sintaxe, com ênfase em Sociolingüística e Lingüística Histórica, com produção nos seguintes temas: variação e mudança, português do Brasil, fala culta carioca. Aposentada em 2008, continua atuando no Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas, tendo recebido o título de Professor Emérito em 02/09/2010. (Texto informado pelo autor)

 


Eliete Figueira Batista da Silveira

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Possui graduação em Bacharelado em Português-Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990), graduação em Licenciatura em Português-Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990), mestrado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996) e doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003) e pós-doutorado em Língua Portuguesa pela Universidade de Lisboa (2013-2014) com financiamento da CAPES. Atualmente ocupa o cargo de Professor Associado I na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: língua portuguesa, ensino, variação linguística e sociolinguística, nos diferentes níveis da língua. (Texto informado pelo autor)

 


Marcia dos Santos Machado Vieira

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Doutora e Mestre em Língua Portuguesa pelo Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001 e 1995, respectivamente) e Bacharel e Licenciada em Português-Inglês pela Faculdade de Letras da UFRJ (1992), atualmente é Professora Associada III do Departamento de Letras Vernáculas. Tem experiência em pesquisa na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, e em relação aos seguintes temas: variação e mudança de fenômenos fonéticos (pretônicas) e morfossintáticos (formas de tratamento e construções com formas verbais); variabilidade e mudança de formas linguísticas decorrentes de mecanismos de gramaticalização, lexicalização, mudança construcional e construcionalização; predicação; auxiliaridade; impessoalização; temporalidade, aspectualidade e modalização. Coordena o Projeto PREDICAR - Formação e expressão de predicados complexos. Os estudos nesse projeto desenvolvem-se sob a ótica do Funcionalismo, da Gramática Funcional-Cognitiva, da Gramática das Construções e do Sociofuncionalismo. Integra, na gestão 2014-2016, a coordenação do Eixo 1 do GT de Sociolinguística da ANPOLL (Descrição e mapeamento sociolinguístico do português brasileiro). (Texto informado pelo autor)

 


Maria Eugenia Lammoglia Duarte

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






É graduada em Letras pela Faculdade de Filosofia Santa Marcelina (1969), mestre em Lingüística Aplicada ao Ensino de Línguas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1986) e doutora em Lingüística pela Universidade Estadual de Campinas (1995). Atualmente é Professor Titular da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Sociolingüística e Teoria e Análise Lingüística, atuando principalmente em estudos de variação e mudança sintática envolvendo o sistema pronominal das gramáticas do português em suas modalidades falada e escrita. Participa dos projetos PEUL (Programa de Estudos sobre o uso da língua) - fala popular, NURC-RJ - fala culta, PHPB (Para a história do português brasileiro) e România Nova. Orienta teses e dissertações em sintaxe comparativa, relacionadas (a) à representação do sujeito pronominal (no português, no espanhol e no italiano; (b) à redução do quadro de clíticos de terceira pessoa no PB e as estratégias para sua substituição; (c) à ordem dos constituintes, incluindo VS/SV em declarativas e interrogativas, e (d) às chamadas construções de tópico marcado. Os projetos desenvolvidos com o apoio do CNPq e os trabalhos orientados têm utilizado amostras sincrônicas e diacrônicas do PB (para investigações no âmbito do PEUL, NURC e PHPB), do PE, com amostras recolhidas pertencentes ao Corpus de Referência do Português Fundamental e do Projeto Concordância. e, mais recentemente, do espanhol peninsular e americano, com vista a estudos comparativos no âmbito do projeto România Nova, coordenado no Brasil por Mary A. Kato. O suporte teórico utilizado vem da conjugação do modelo de estudo da mudança proposto por Weinreich, Labov e Herzog (1968) - a Teoria da Variação e Mudança - com uma teoria formal da linguagem proposta no âmbito da sintaxe gerativa - a Teoria de Princípios e Parâmetros (Chomsky 1981), uma perspectiva iniciada no Brasil por Fernando Tarallo e Mary A. Kato nos anos 80. Essa teoria formal possibilita levantar os grupos de fatores estruturais que restringem a implementação da mudança e hipóteses relativas ao encaixamento da mudança no sistema linguístico - ou seja, relacionar fenômenos superficiais, aparentemente independentes e atribuídos a causas distintas, a uma mudança única gramatical subjacente. (Texto informado pelo autor)

 


Silvia Figueiredo Brandão

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Professor Titular de Língua Portuguesa, Doutor em Letras Vernáculas (UFRJ), atua desde 1978, na Área de Língua Portuguesa, no Departamento de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras da UFRJ. Em 2009, realizou estágio pós-doutoral, com bolsa CAPES, no Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.É bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq desde 2008 e Cientista do Nosso Estado pela FAPERJ. No Programa de Pós-graduação em Letras Vernáculas, que coordenou no biênio 1991-1993, desde 1990 desenvolve e orienta pesquisas no âmbito da Sociolinguística Variacionista e da Dialectologia, em especial nos campos da Fonética-Fonologia e da Morfossintaxe. Entre 1994 e 1996, coordenou o GT de Sociolinguística da ANPOLL, e, entre 2000 e 2004, o Projeto VARPORT (Análise Contrastiva de Variedades do Português), de Cooperação Internacional - CAPES-GRICES (Brasil-Portugal). Em 2014, foi eleita vogal da ALFAL. Autora de A geografia linguística no Brasil (São Paulo: Ática, 1991), com publicações no Brasil e no exterior, organizou, com Maria Antónia Mota, da Universidade de Lisboa, Análise contrastiva de variedades do Português: primeiros estudos (Rio de Janeiro: In-Fólio, 2003), e, com Silvia Rodrigues Vieira, Morfossintaxe e ensino de Português: reflexões e propostas (Fac.Letras-UFRJ, 2004) e Ensino de gramática: descrição e uso (São Paulo:Contexto,2007). (Texto informado pelo autor)

 


Silvia Regina de Oliveira Cavalcante

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional









É bacharel em Letras (Português-Inglês) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995). Fez seu mestrado em Letras Vernáculas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999), com a dissertação "Formas de indeterminação do sujeito na escrita padrão: a imprensa carioca nos séculos XIX e XX". Possui doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (2006), com a Tese "O uso de se com infinitivo na história do português: do Português Clássico ao Português Europeu e Brasileiro Modernos". Atualmente é professor Adjunto da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Teoria e Análise Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: mudança linguística, linguística histórica, sintaxe diacrônica, dentro do quadro teórico Gerativista. Atualmente investiga a relação entre mudança na posição do sujeito e estrutura informacional da sentença. (Texto informado pelo autor)

 


Violeta Virginia Rodrigues

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Possui graduação em Português-Literaturas (1990), especialização em Literatura Infanto-Juvenil (1991), mestrado em Letras Vernáculas (1994) e doutorado em Letras Vernáculas (2001) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Fez estágio Pós-Doutoral (de 01 de agosto 2012 a 10 de abril de 2013) sob supervisão da Professora Doutora Maria Beatriz Nascimento Decat (FALE / POS-LIN / UFMG). Atualmente é professor associado III da Universidade Federal do Rio de Janeiro, integrando o quadro de docentes permanentes do Departamento de Letras Vernáculas - Setor de Língua Portuguesa, atuando nos cursos de graduação e no Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Letras, atuando principalmente nos seguintes temas: Língua Portuguesa, Sintaxe (Processos sintáticos: Subordinação, Coordenação, Correlação, Justaposição); Funcionalismo (Gramaticalização de conjunções; "Desgarramento" de cláusulas hipotáticas) e Ensino (Redação - correção e avaliação). (Texto informado pelo autor)

Língua e ensino


Afranio Gonçalves Barbosa

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional


Bacharel e Licenciado em Português-Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987). Mestre (1993) e Doutor (1999) em Letras (Letras Vernáculas - Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro com Bolsa Sanduíche na Universidade de Lisboa. Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tem experiência na área de paleografia de leitura e análise de manuscritos oficiais e privados do século XVIII e realiza pesquisa em Linguística Histórica com ênfase em História Social da Escrita, na Linguística de Corpus Histórico-diacrônico e História do Português Brasileiro. Bolsista CNPq por seis anos (encerramento voluntário). Foi membro da Banca de Elaboração da Prova de Língua Portuguesa, Literatura Brasileira e Redação do Vestibular UFRJ (2009-2011). Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (Texto informado pelo autor)

 


Ana Flávia Lopes Magela Gerhardt

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional







Possui Doutorado em Letras (Letras Vernáculas ? Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e Pós-doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade de Portsmouth, Reino Unido (2011). Atualmente é Professor Associado II da Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisadora do Programa Interdisciplinar de Linguística Aplicada da Faculdade de Letras - UFRJ e do PROFLETRAS, Programa de Mestrado Profissional em Letras. Tem experiência na área de Letras, com ênfase na Linguística Aplicada voltada para o ensino de línguas, atuando principalmente na pesquisa em ensino de leitura, produção textual e gramática. Realiza pesquisas voltadas à discussão das contribuições da Psicologia Cognitiva para a investigação da cognição distribuída e dos estudos em metacognição e conhecimento metalinguístico para a melhoria do ensino de línguas em todos os níveis, com foco na análise crítica de materiais de ensino, projetos curriculares e políticas públicas de ensino, e também na elaboração de materiais didáticos. (Texto informado pelo autor)

 


Leonor Werneck dos Santos

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional







Graduação em Português-Literaturas (UFRJ-1989), Mestrado (UFRJ-1994) e Doutorado (UFRJ-2001) em Letras Vernáculas (Língua Portuguesa). Ex-professora de Ensino Fundamental e Médio (Colégio Pedro II, rede municipal e particular do Rio de Janeiro). Desde 1995, atua como docente de Língua Portuguesa da UFRJ (Faculdade de Letras) e atualmente é Prof. Associado III. Atua na graduação em Letras e Comunicação Social, Mestrado e Doutorado em Letras Vernáculas e é ex-professora do ProfLetras, da disciplina "Texto e ensino". Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística de Texto, gêneros textuais, referenciação, articulação textual, literatura infantil e juvenil e ensino de leitura. Presidente da Assel-Rio, no biênio 2008-2009. Membro do GT de Linguística de Texto e Análise da Conversação da ANPOLL. Membro do Júri do Prêmio Anual da FNLIJ. Estágio de Pós-Doutoramento sob a supervisão da Profa. Dra. Mônica Cavalcante/UFC (abril/2013-janeiro/2014), com Bolsa Pós-Doutorado Sênior do CNPq. (Texto informado pelo autor)

 


Monica Tavares Orsini

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional







Doutora em Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003), é professor associado I de Língua Portuguesa do Departamento de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atua tanto no magistério quanto na pesquisa, dedicando-se ao estudo das construções de tópico marcado no PB e no PE. Possui artigos publicados em livros e periódicos especializados. Dedica-se também a projetos de extensão universitária como o CLAC (Cursos de Línguas abertos à comunidade). É professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas da UFRJ. Orienta trabalhos de conclusão de graduação, de iniciação científica e de pós-graduação. (Texto informado pelo autor)

 


Silvia Rodrigues Vieira

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Professora associada (nível II) do Departamento de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras da UFRJ, Bolsista de produtividade 2 do CNPq (2015) e Pesquisadora FAPERJ, contemplada nos Programas Jovem Cientista do Nosso Estado 2011 (2012-2014) e Cientista do Nosso Estado 2014 (2015-2017). Possui Doutorado (2002) e Mestrado (1995) em Letras Vernáculas (Língua Portuguesa), além de Graduação em Português-Inglês pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992). Atua nos Programas de Pós-graduação em Letras Vernáculas e no Mestrado Profissional em Letras, na UFRJ. Coordenadora de projetos de pesquisa nacional e de cooperação internacional (com destaque aos Projetos CAPES-GRICES 2008-2011 e ALFAL 21, a partir de 2011), sua produção bibliográfica conta com organização de livros e periódicos, capítulos publicados em livros, artigos em periódicos e trabalhos em anais de congressos no âmbito nacional e internacional. Atua principalmente nas áreas da Sociolinguística, sobretudo no que se refere à variação morfossintática (com destaque para os temas concordância verbal, uso e ordem de pronomes), à interface Morfossintaxe-Fonética, à descrição de variedades do Português e ao ensino de Língua Portuguesa. (Texto informado pelo autor)

 

 

Língua e discurso


Lucia Helena Gouvêa

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Fez graduação em Letras pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1980), mestrado em Letras pela Universidade Federal Fluminense (1990), doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e pós-doutorado em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal Fluminense (2016). Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: pathos, ethos, subjetividade, enunciação, argumentação, modos de organização do discurso, teoria semiolinguística do discurso e textos midiáticos. (Texto informado pelo autor)

 


Maria Aparecida Lino Pauliukonis

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Professora Titular de Língua Portuguesa da Faculdade de Letras da UFRJ, é Graduada em Letras (Português- Inglês) pela Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Franca- campus avançado da USP, Mestre em Literatura pela Universidade de São Paulo (USP), Doutora em Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com Pós- Doutorado em Análise do Discurso pela Universidade Paris 13, sob a supervisão de Patrick Charaudeau. Na Faculdade de Letras da UFRJ, atua desde 1982 na Graduação e também na Pós-Graduação nas áreas de Lingüística do texto, língua e ensino, com ênfase em estudos textuais e discursivos ; desenvolve pesquisas e tem publicações em Semântica lexical, Linguística do Texto e Análise do discurso de base comunicacional. Coordena o Laboratório de pesquisa CIAD- Rio (Círculo Interdisciplinar de Análise do discurso) com pesquisadores da UFRJ, UFF e UERJ, desenvolvendo Projeto sobre "Modalização e Enunciação no discurso midiático e literário". É Líder do Grupo de Pesquisa em Análise do Discurso certificado pelo CNPq. Foi Coordenadora do Programa de Pós- Graduação em Letras Vernáculas da UFRJ de 2010- 2012; tem orientado vários alunos de Graduação - Iniciação científica - e de Pós - Graduação- Mestrado, Doutorado- além de supervisionar também estágio de Pós- Doutorado. (Texto informado pelo autor).

 


Regina Souza Gomes

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Possui graduação em Licenciatura em Português Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1982), mestrado em Letras pela Universidade Federal Fluminense (1996) e doutorado em Letras pela Universidade Federal Fluminense (2004). Concluiu estágio de pós-doutorado na Universidade Paris 8 (bolsa CAPES) em 2011. Atualmente é professora associada do Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro, atuando na graduação e pós-graduação. É pesquisadora do Núcleo de Pesquisas em Semiótica - UFRJ (coordenadora), SeDi (UFF), do CIAD (UFRJ) e do Centro de Pesquisas Sociossemióticas (PUC/SP; USP; CNRS). Atuou também, no biênio 2008/2009, como vice-presidente da ASSEL-Rio e no biênio 2013-2015 como coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras (Letras Vernáculas) da UFRJ. É vice-coordenadora do GT de Semiótica da Anpoll (biênio 2014-2016) e vice-presidente da Associação Brasileira de Estudos Semióticos (ABES). Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Semiótica, atuando principalmente nos seguintes temas: semiótica, discurso, fotografia, texto jornalístico, ensino de língua portuguesa e leitura. Publicou o livro "Relações entre linguagens no jornal: fotografia e narrativa verbal" (EdUFF), capítulos de livros e artigos em periódicos abordando temas como sincretismo de linguagens na mídia e contribuições da semiótica para o ensino da leitura e redação. Tem se dedicado, atualmente, em semiótica, ao estudo da aspectualização e da modalização em textos midiáticos e em sites de poesia. (Texto informado pelo autor)

 

 

Língua e acústica


Carolina Ribeirro Serra

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Possui Graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mestrado ("A ordem dos adjetivos no percurso histórico: variação e prosódia") e Doutorado ("Realização e Percepção de Fronteiras Prosódicas no Português do Brasil: Fala Espontânea e Leitura") em Língua Portuguesa também pela UFRJ, com estágio de doutorado no Laboratório de Fonética da Universidade de Lisboa (LabFon da FLUL). Atualmente é professora adjunta III da área de Língua Portuguesa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tem experiência na área de Língua Portuguesa e Linguística, com ênfase em Fonética e Fonologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Interface fonética-fonologia-sintaxe, Fonética Acústica, Fonologia do Português, Fonologia Autossegmental e Fonologia Prosódica. (Texto informado pelo autor)

 


Claudia de Souza Cunha

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Possui doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(2000). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Membro de corpo editorial da Signum. Estudos de Linguagem. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa. Atuando principalmente nos seguintes temas:Prosódia, Entoação, Dialectologia, Fonética Experimental, Português do Brasil. (Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)

 


João Antônio de Moraes

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional







Possui graduação em Letras pela Universidade do Estado da Guanabara (1975), graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1976), mestrado em Dialectologie - Universite de Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (1979), doutorado em Phonétique Instrumentale et Fonctionnelle - Universite de Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (1984) e pós-doutorado no Phonology Laboratory, University of California at Berkeley (1995-1997). É Professor Titular do Departamento de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisador colaborador do Laboratoire d'Informatique pour la Mécanique et les Sciences de l'Ingénieur LIMSI /CNRS, Orsay, França. Membro do corpo editorial das seguintes revistas: Delta, Revista de Estudos da Linguagem, Letras & Letras e Journal of Speech Sciences. Tem desenvolvido pesquisas na área de Linguística do Português, com ênfase em Fonética Acústica, especialmente nas subáreas: entoação, prosódia, nasalidade, fonologia experimental. (Texto informado pelo autor)

 

Língua e a interface: morfologia-semântica


Carlos Alexandre Victorio Gonçalves

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional







é professor da Faculdade de Letras da UFRJ desde 1994, instituição em que se doutorou em 1997 e na qual atua, desde 1998, no Programa de Pós-graduação em Letras Vernáculas. Tem pós-doutoramento, subvencionado pelo CNPq, em interface morfologia-fonologia (UNICAMP, 2001). É pesquisador da área de Linguística, com ênfase em morfologia e fonologia do português, atuando, principalmente, nos seguintes temas: fronteiras internas da morfologia, morfologia não-concatenativa, interface morfologia-fonologia e processos de formação de palavras. É autor dos livros "Atuais tendências em formação de palavras" e "Iniciação aos estudos morfológicos: flexão e Derivação em português" (ambos publicados pela Ed. Contexto) e "Introdução à Morfologia Não Linear" (Ed. Publit), além de organizador dos livros "Processos "marginais" de formação de palavras" (Ed. Pontes) e "Otimalidade em foco: morfologia e fonologia do português" (Ed. Publit). Tem diversos capítulos de livros e artigos científicos publicados tanto no Brasil quanto no exterior. É coordenador do NEMP (Núcleo de Estudos Morfossemânticos do Português), ao lado de Maria Lúcia Leitão de Almeida. Atualmente, é PROFESSOR TITULAR da UFRJ e desenvolve três projetos de pesquisa nessa instituição. Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq desde 2000 e Cientista do Nosso Estado da FAPERJ a partir de 2013, vem orientando dissertações de mestrado, teses de doutorado e trabalhos de iniciação científica sobre questões referentes à morfologia e à fonologia do português. (Texto informado pelo autor)

 


Maria Lúcia Leitão

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional








Professora Associada do Departamento de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Membro do grupo de pesquisa Investigações (In)Formais em Língua(gem) e Cognição (InFoLinC), da UNIFESP. Doutora em Linguística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992). Assessora do Projeto Caipira (USP). Áreas de interesse: Linguística Cognitiva, Semântica, Morfologia, Léxico. (Texto informado pelo autor)

 

Literatura Brasileira

Estudos de narrativa brasileira


Adauri Silva Bastos (Dau Bastos)

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional







Dau Bastos fez mestrado em Literatura Brasileira (1994) e doutorado em Literatura Comparada (1999) na UERJ, com período sanduíche na Sorbonne. É professor associado II de Literatura Brasileira na Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde desde 2001 pesquisa a ficção nacional das últimas décadas. Líder do grupo de pesquisa Literatura Brasileira Contemporânea (CNPq), em 2007 organizou o livro ?Papos contemporâneos 1? (com entrevistas concedidas por seis poetas e seis prosadores em atividade). Dois anos depois, lançou a revista virtual ?Fórum de Literatura Brasileira Contemporânea? (www.forumdeliteratura.com), que organiza em parceria com cinco colegas da UFRJ e de cuja edição executiva se encarrega. Ainda como parte da atuação nesse projeto coletivo, integra a comissão organizadora de um encontro anual de pesquisadores do Brasil e do exterior. Entre 2013 e 2014, fez um pós-doutorado de um ano na Universidade de Stanford (EUA), para pesquisar a recepção da ficção brasileira contemporânea nos campi estadunidenses. Entre seus livros, lista os romances ?Das trips, coração? (1984), ?Snif? (1987), ?Clandestinos na América? (2005), ?Reima? (2009) e "Mar Negro" (2014), a tese ?Céline e a ruína do Velho Mundo? (2003; prêmio APCA de melhor livro de ensaio do ano) e a biografia intelectual ?Machado de Assis: num recanto, um mundo inteiro? (2008). Também organizou "Jornada Discente Machado de Assis: melhores artigos" (2008), "Luiz Costa Lima: uma obra em questão" (2010) e outras coletâneas. É autor de vários artigos publicados como capítulos de livros organizados por outros pesquisadores, a exemplo de "Guimarães Rosa: sombra ou sol da posteridade?" (2007), "A vida literária de Machado de Assis e o negro em seu tempo" (2010) e "A ficção feroz de Marilene Felinto" (2013). (Texto informado pelo autor)

 


Alcmeno Bastos

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional








Graduado em Português Literatura pela Universidade Gama Filho-RJ (1973), Mestre em Letras (Teoria da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1983), Doutor em Letras (Teoria da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990) e Pós-Doutorado em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente é Professor Associado 3 de Literatura Brasileira nos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem orientado dissertações de mestrado e teses de doutorado em literatura brasileira, publicado livros e artigos em jornais e periódicos do Brasil e do exterior, participado de bancas examinadoras de concursos públicos de admissão ao mestrado e ao doutorado, bem como de provas e títulos para ingresso no curso superior, e participado de congressos e eventos similares. Membro do GT Teoria da Narrativa da ANPOLL, eleito Coordenador para o biênio 2008-2008 e Vice-Coordenador para o biênio 2012-2013. Membro Titular do PEN Clube do Brasil. Detentor da Medalha Minerva do Mérito Acadêmico da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Membro da Academia Carioca de Letras, ocupante a cadeira 37. Coordenador do Centro de Estudos Machadianos da Academia Carioca de Letras. (Texto informado pelo autor)

 


Godofredo de Oliveira Neto

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional








Professor Titular Nível 1 na cadeira de Literatura Brasileira da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Graduado em Letras - Universite de Paris III - Sorbonne-Nouvelle (1976), mestre em Letras - Universite de Paris III - Sorbonne - Nouvelle (1979) e doutor em Letras - Universidade Federal do Rio de Janeiro (1989). Pós-Doutor com pesquisa na Georgetown University ( 2012). Diplomado pelo Instituto de Altos Estudos Internacionais da Universidade de Paris II - Sorbonne (1974). Romancista e Contista (Premiado no Jabuti, 2006), integra o Guia Conciso de Autores Brasileiros publicado pela Biblioteca Nacional. Seus livros foram adotados e estudados em escolas e universidades como por exemplo, a UNICAMP, a UFRJ, a UFSC, a UFMA, a UFAC e AMAN. Um dos seus romances- Menino oculto, foi traduzido para o francês - L'Enfant Caché, e lançado no 35° Salão do livro de Paris-2015. Autor de 21 livros, escreve artigos em jornais e periódicos do Brasil. Professor de literatura brasileira nos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 1980. Professor de Literatura e Cultura Brasileiras na Universidade de Paris III - Sorbonne-Nouvelle (1982 a 1984). Orientou 34 dissertações de mestrado e teses de doutorado em Letras, com participação em 133 bancas de mestrado e de doutorado stricto sensu. Integrou ainda mais de 40 comissões julgadoras na área de literatura e cultura brasileira, participou de mais de 150 congressos e eventos similares. Exerceu cargos administrativos na área da educação (Pró-Reitor de Graduação da UFRJ -1990 a 1994; Coordenador do setor de literatura brasileira da UFRJ - 1995 a 1997; Coordenador do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ - 2003; Diretor do Departamento de Política do Ensino Superior do MEC/SESU, Brasília - 2004 a 2007; Subsecretário de Educação do Estado do Rio de Janeiro - 2007).Coordenador do Programa de Pós Graduação de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras/UFRJ - 2011 a 2013. Embaixador para a América Latina da Academia Européia de Ciências, Letras e Artes. Membro Titular da cadeira Barão do Rio Branco da Academia Carioca de Letras. Membro do Conselho de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. Integra o Conselho de Curadores da UFRJ e o Conselho Universitário da mesma universidade. Sócio Titular do PEN Clube do Brasil. Agraciado com a medalha da Academia Brasileira de Letras pelos 110 anos daquela instituição. Medalha Cruz e Sousa do Estado de Santa Catarina. Medalha Euclides da Cunha concedida pela Academia Brasileira de Letras em 2009. Pesquisador na área de literatura brasileira com foco no modernismo brasileiro e na literatura contemporânea, particularmente na ficção da virada do século XX para o século XXI. Integra o Núcleo de Pesquisa Fórum de Literatura Brasileira Contemporânea do Departamento de Letras Vernáculas da UFRJ. Foi presidente do Conselho Científico do Instituto Internacional de Língua Portuguesa da CPLP com sede na cidade da Praia, Cabo Verde. Presidiu a Comissão de Língua Portuguesa do MEC. É Pesquisador Associado do Programa Avançado de Cultura Contemporânea / PACC -UFRJ. Integra o comitê de pesquisadores da Association Archives de la litérature latino-américaine, des Caraïbes et africaines du XX Siècle / Collection Archives/UNESCO. (Co-coordenador da Edição crítica de Memórias do Cárcere, de Graciliano Ramos com Wander Melo Miranda ). Pesquisador de 1993 a 2000 do projeto internacional IC4 - Línguas Românicas, com sede na Universidade de Aarthus, Dinamarca. (Texto informado pelo autor)

 


Ronaldes de Melo e Souza

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional








Possui graduação em Letras pela Universidade de Brasília (1972), mestrado em Literatura pela Universidade de Brasília (1977) e doutorado em Letras (Ciência da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1988). Atualmente é Professor Associado 3 da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira e Teoria Literária. Também pesquisa e publica nas áreas de Estudos Clássicos, Filosofia e Mitologia. (Texto informado pelo autor)

 


Sérgio Fuzeira Martagão Gesteira

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional








Mestre em Literatura Brasileira e doutor em Letras Vernáculas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1983 e 1990, respectivamente), com pós-doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2006). Autor de estudo sobre a obra de Augusto dos Anjos (Prêmio Mário de Andrade 2000 da Fundação Biblioteca Nacional), organizou e estabeleceu o texto da Obra reunida (2004) de Dante Milano. É também contista premiado. Lecionou, durante vários anos, em universidades europeias. Professor Associado IV de Literatura Brasileira da UFRJ. Suas pesquisas e ensino incidem, predominantemente, na lírica e na contística em literatura brasileira. (Texto informado pelo autor)

 

Literatura brasileira: estudos interdiciplinares


Anélia Montechiari Pietrani

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Professora adjunta de Literatura Brasileira da Faculdade de Letras - UFRJ e do Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas - UFRJ. Doutora em Letras - Literatura Comparada pela UFF (2005) e Mestre em Letras - Literatura Brasileira pela mesma universidade (1998). Coordenadora do Núcleo Interdisciplinar de Estudos da Mulher na Literatura (NIELM-FL/UFRJ). Integrante do Fórum de Literatura Brasileira Contemporânea, vinculado ao setor de Literatura Brasileira da Faculdade de Letras da UFRJ. Pesquisadora dos Grupos de Estudos "Nação e Narração UFF/CNPq", "Literatura Brasileira contemporânea: diálogos e reflexões UFRGS/CNPq" e "Investigações sobre a linguagem literária, a educação estética e o letramento literário UFLA/CNPq", pertencentes ao Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil - CNPq, bem como do Grupo de Trabalho "Mulher e Literatura" da Anpoll. Tem interesse em estudos sobre Ana Cristina Cesar, Sylvia Plath, poesia de autoria feminina brasileira e norte-americana, subjetividade, questões de gênero. Atualmente desenvolve pesquisa sobre literatura contemporânea brasileira de autoria feminina, abordando as questões de gênero e os estudos literários. (Texto informado pelo autor)

 


Rosa Maria de Carvalho Gens

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Possui graduação em Português-literaturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1975), mestrado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1981) e doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997). Aposentada como professora titular do Colégio Militar do Rio de Janeiro em 1998 e como professora associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2014. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira, atuando principalmente nos seguintes temas: ficção brasileira na belle époque, ficção brasileira recente, literatura infantil e juvenil, narrativas de medo e relações de gênero. (Texto informado pelo autor)

 

 

Literaturas Portuguesa e Africanas

Literaturas portuguesa e africanas: relação entre cultura e arte


Carmen Lucia Tindo Ribeiro Secco

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

É Professora Titular de Literaturas Africanas da UFRJ (desde19/03/2015). É pesquisadora colaboradora da Universidade de Lisboa, pesquisadora PQ - nível 1 C do CNPq, Cientista do nosso Estado - FAPERJ, consultora ad hoc do CNPq, CAPES, FAPERJ, FAPESP. É Membro da Comissão de Honra da Fundação Fernando Leite Couto em Moçambique. Possui graduação em Português-Literaturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1970), mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1976), doutorado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992) e Pós-Doutorado pela Universidade Federal Fluminense, com estágio na Universidade Politécnica de Moçambique (2009-2010). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema, literatura e afeto, correspondência entre artes (literatura e pintura; ficção e cinema), literaturas africanas de língua portuguesa (cinema e ficção de Moçambique e Guiné-Bissau). ORCID: 0000-0002-6649-2971 (Texto informado pelo autor)

 


Jorge Fernandes da Silveira

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Possui graduação em Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1969), mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1974) e doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1982). Atualmente é professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura portuguesa, poesia, literatura, cultura e poetas portugueses. (Texto informado pelo autor)

 


Luci Ruas Pereira

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Professora Associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é Doutora em Letras Vernáculas (Literatura Portuguesa), com a tese "Vergílio Ferreira: itinerário de uma paixão". Desde os anos 90, tem se interessado pelos estudos da narrativa portuguesa entre o final do século XIX e o final do século XX, formando gerações de mestres e doutores em torno de três projetos de pesquisa que liderou: ?A amorosa confissão: uma leitura da obra de Vergílio Ferreira?, ?Decadência e resgate: a ficção portuguesa entre dois fins de século? e? De Orfeu e de Perséfone: figurações da morte nas literaturas portuguesa e brasileira contemporâneas?. Desde 2011 é Regente da Cátedra Jorge de Sena para Estudos Literários Luso-afro-brasileiros da Universidade Federal do Rio de Janeiro e editora da revista Metamorfoses, publicada pela Editorial Caminho com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian. Foi galardoada com o Prêmio Capes de Teses, na qualidade de orientadora da melhor tese de Doutorado defendida no Brasil, na área das Ciências Sociais, Humanas, Letras e Artes, em 2010. Prepara o início de investigação em torno da obra de Maria Gabriela Llansol. (Texto informado pelo autor)

 


Monica do Nascimento Figueiredo

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional




Harmonia Vocálica

Possui Licenciatura em Português-Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992); Bacharelado em Português-Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987); Especialização em Literatura Portuguesa Contemporânea pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990); Mestrado em Literatura Portuguesa (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), com a dissertação: "De volta a casa, uma aventura da escrita num tempo de novas viagens", sobre a narrativa de João de Melo; Doutorado em Literatura Portuguesa (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002), com a tese: "No corpo, na casa e na cidade: a ficção ergue a morada possível", sobre as narrativas de Eça de Queirós, Helder Macedo, Lídia Jorge e José Saramago; Pós-Doutorado pela Universidade de Coimbra, onde desenvolveu o projeto de pesquisa: "E[ç]as Mulheres: um estudo da presença feminina na narativa de Eça de Queirós". O referido projeto foi premiado pela Cátedra Jorge de Sena/Fundação Calouste Gulbenkian (2005); pela Fundação Universitária José Bonifácio, através do Programa Antônio Luís Vianna (2004); e recebeu Bolsa de Pós-Doutorado no Exterior pelo CNPQ. Atualmente, é Professora Associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras Vernáculas, com ênfase na Literatura Portuguesa dos seculos XIX e XX , procurando estudar a narrativa portuguesa atraves do constante dialogo com os principais escritores brasileiros do mesmo periodo, trabalhando principalmente com os seguintes temas: personagens femininas; crise finissecular; história da sociedade burguesa; romance realista/naturalista; espaco/paisagem/geografia. Em 2006, o seu projeto de pesquisa foi novamente premiado pela Fundação Universitária José Bonifácio, através do Prêmio Antonio Luís Vianna. Em 2010, finalizou seu último projeto de pesquisa, onde discutia as relações estabelecidas entre o romance realista brasileiro e o português, através das personagens masculinas construídas pela ficção de Machado de Assis e Eça de Queirós: "De vencedores vencidos: Bento Santiago e Carlos da Maia. Algumas considerações sobre o romance luso-brasileiro oitocentista". O referido projeto foi agraciado com Bolsa de Pesquisa da Fundação Biblioteca Nacional do Brasil em 2007/2008. Em 2013, torna-se Bolsista de Produtividade em Pesquisa pelo CNPq. Em 2016, inicia seu novo projeto de pesquisa, intitulado: "Atlas do romance queirosiano: (des)caminhos viajantes da estética realista). (Texto informado pelo autor)

 


Nazir Ahmed Can

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Professor Adjunto de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Nesta mesma instituição, integra o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas. Possui graduação em Letras pela Universidade do Porto (2002), graduação em Humanidades pela Universitat Pompeu Fabra de Barcelona (2011), mestrado e doutorado em Teoria da Literatura e Literatura Comparada pela Universitat Autònoma de Barcelona (2008 e 2011, respectivamente). De 2012 a 2015 desenvolveu, na Universidade de São Paulo, o projeto de pós-doutorado 'Imediações, mediações, consagrações: o campo literário moçambicano (1975-2010)', pesquisa financiada pela FAPESP e supervisionada por Rita Chaves. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária, Literatura Comparada e Literaturas Africanas de língua portuguesa e francesa. É autor do livro 'Discurso e poder nos romances de João Paulo Borges Coelho' (Alcance Editores, 2015) e co-organizador do volume coletivo 'Indicities/Indices/Indícios. Hybridations problématiques dans les littératures de l'océan Indien' (Éditions K'A, 2010). (Texto informado pelo autor).

 

Estudos de poesia portuguesa e africana: poesia e poéticas


Carmen Lúcia Tindó Ribeiro Secco

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

É Professora Titular de Literaturas Africanas da UFRJ (desde19/03/2015). É pesquisadora colaboradora da Universidade de Lisboa, pesquisadora PQ - nível 1 C do CNPq, Cientista do nosso Estado - FAPERJ, consultora ad hoc do CNPq, CAPES, FAPERJ, FAPESP. É Membro da Comissão de Honra da Fundação Fernando Leite Couto em Moçambique. Possui graduação em Português-Literaturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1970), mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1976), doutorado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992) e Pós-Doutorado pela Universidade Federal Fluminense, com estágio na Universidade Politécnica de Moçambique (2009-2010). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema, literatura e afeto, correspondência entre artes (literatura e pintura; ficção e cinema), literaturas africanas de língua portuguesa (cinema e ficção de Moçambique e Guiné-Bissau). ORCID: 0000-0002-6649-2971 (Texto informado pelo autor)

 


Gumercinda Nascimento Gonda

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Possui Graduação em Português-Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1976), Mestrado em Letras, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(1988), sobre a obra de António Lobo Antunes e Doutorado em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006), com ênfase na Revista Árvore, publicação dos anos 50 em Portugal. Atualmente é professor Adjunto 4, Departamento de Letras Vernáculas, da Faculdade de Letras / Universidade Federal do Rio de Janeiro, atuando nos cursos de Graduação, Pós- Graduação e Extensão.Seus temas de pesquisa giram em torno da prosa de ficção e da poesia, da história da cultura e da Educação. Coordenadora do Curso de Especialização em Literaturas Portuguesa e Africanas/ UFRJ, Pós Graduação Lato Sensu, desde 2006. Professora do Curso de Formação Continuada do Programa Integrado para Educação de Jovens e Adultos, desenvolvido pela Pró-Reitoria de Extensão da UFRJ, desde 2012. Orientadora e Coordenadora do Projeto de Incentivo à leitura - Biblioteca Itinerante, vinculado ao Programa Integrado da UFRJ para Educação de Jovens e Adultos, desde 2012, Orientadora e Coordenadora do Projeto Diálogos Culturais - vinculado ao Programa Integrado da UFRJ para Educação de Jovens e Adultos, desde 2015, (Texto informado pelo autor)

 


Sofia Maria de Sousa Silva

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

É professora de literatura portuguesa da Universidade Federal do Rio de Janeiro, desde dezembro de 2010, tendo pertencido anteriormente à Universidade Federal de São Paulo nos anos de 2009 e 2010. Tem doutorado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2007), mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2002), e graduação em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998). Foi bolsista de doutorado da Fundação Calouste Gulbenkian. Recebeu uma bolsa PDEE para desenvolvimento de parte da pesquisa de doutorado na Universidade do Porto, em Portugal. Foi professora dos cursos Graduação em Letras, em Artes e em Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro entre 2002 e 2007. De 1997 a 2009, atuou também no mercado editorial como assistente editorial, revisora e tradutora. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em literatura portuguesa, em particular na poesia portuguesa moderna e contemporânea. (Texto informado pelo autor)

 

 

Estudos de narrativas portuguesa e africanas: relações entre memória, história e literatura


Ângela Beatriz de Carvalho Faria

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Possui Graduação em Letras (Português-Literaturas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1973), Licenciatura pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1973), Mestrado em Letras (Letras Vernáculas- Literatura Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1988) e Doutorado em Letras (Letras Vernáculas- Literatura Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999). Atualmente é Professor Associado 4 da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: Ficção Portuguesa Contemporânea, Guerra Colonial Africana, Escrita de Autoria Feminina, Memória e História, narrativas e romances da autoria de António Lobo Antunes, Augusto Abelaira, Lídia Jorge, João de Melo, Teolinda Gersão, Maria Judite de Carvalho, José Saramago, José Cardoso Pires, Gonçalo M. Tavares, entre outros. Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas,da Faculdade de Letras, da UFRJ, durante o biênio 2007-2009, e o Curso Lato Sensu de Literaturas Portuguesa e Africanas de Língua Portuguesa (2000- 2008/1). Exerce a função de docente nos Cursos de Graduação e de Pós-Graduação (Programa de Letras Vernáculas) da referida Instituição; orienta trabalhos de alunos da Graduação ( Iniciação Científica),Trabalhos de Conclusão do Curso Lato Sensu, Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado. Possui textos publicados em livros, periódicos especializados e anais de congressos sobre a ficção portuguesa contemporânea dos séculos XX e XXI. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras (Letras Vernáculas) durante o biênio 2015-2017. O atual Projeto de Pesquisa, intitulado " A (im)possibilidade de dar corpo ao passado na arte e na narrativo do século XXI", estabelece um diálogo intersemiótico entre literatura, cinema e pintura. (Texto informado pelo autor)

 


Luci Ruas Pereira

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional






Professora Associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é Doutora em Letras Vernáculas (Literatura Portuguesa), com a tese "Vergílio Ferreira: itinerário de uma paixão". Desde os anos 90, tem se interessado pelos estudos da narrativa portuguesa entre o final do século XIX e o final do século XX, formando gerações de mestres e doutores em torno de três projetos de pesquisa que liderou: ?A amorosa confissão: uma leitura da obra de Vergílio Ferreira?, ?Decadência e resgate: a ficção portuguesa entre dois fins de século? e? De Orfeu e de Perséfone: figurações da morte nas literaturas portuguesa e brasileira contemporâneas?. Desde 2011 é Regente da Cátedra Jorge de Sena para Estudos Literários Luso-afro-brasileiros da Universidade Federal do Rio de Janeiro e editora da revista Metamorfoses, publicada pela Editorial Caminho com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian. Foi galardoada com o Prêmio Capes de Teses, na qualidade de orientadora da melhor tese de Doutorado defendida no Brasil, na área das Ciências Sociais, Humanas, Letras e Artes, em 2010. Prepara o início de investigação em torno da obra de Maria Gabriela Llansol. (Texto informado pelo autor)

 


Maria Teresa Salgado Guimarães da Silva

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1982), mestrado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1988) e doutorado em Letras Vernáculas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1997). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas Africanas, atuando principalmente nos seguintes temas: literaturas africanas, ficção angolana contemporânea, ironia, mia couto e memória. (Texto informado pelo autor)

 


Monica do Nascimento Figueiredo

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Possui Licenciatura em Português-Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992); Bacharelado em Português-Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987); Especialização em Literatura Portuguesa Contemporânea pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990); Mestrado em Literatura Portuguesa (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), com a dissertação: "De volta a casa, uma aventura da escrita num tempo de novas viagens", sobre a narrativa de João de Melo; Doutorado em Literatura Portuguesa (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002), com a tese: "No corpo, na casa e na cidade: a ficção ergue a morada possível", sobre as narrativas de Eça de Queirós, Helder Macedo, Lídia Jorge e José Saramago; Pós-Doutorado pela Universidade de Coimbra, onde desenvolveu o projeto de pesquisa: "E[ç]as Mulheres: um estudo da presença feminina na narativa de Eça de Queirós". O referido projeto foi premiado pela Cátedra Jorge de Sena/Fundação Calouste Gulbenkian (2005); pela Fundação Universitária José Bonifácio, através do Programa Antônio Luís Vianna (2004); e recebeu Bolsa de Pós-Doutorado no Exterior pelo CNPQ. Atualmente, é Professora Associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras Vernáculas, com ênfase na Literatura Portuguesa dos seculos XIX e XX , procurando estudar a narrativa portuguesa atraves do constante dialogo com os principais escritores brasileiros do mesmo periodo, trabalhando principalmente com os seguintes temas: personagens femininas; crise finissecular; história da sociedade burguesa; romance realista/naturalista; espaco/paisagem/geografia. Em 2006, o seu projeto de pesquisa foi novamente premiado pela Fundação Universitária José Bonifácio, através do Prêmio Antonio Luís Vianna. Em 2010, finalizou seu último projeto de pesquisa, onde discutia as relações estabelecidas entre o romance realista brasileiro e o português, através das personagens masculinas construídas pela ficção de Machado de Assis e Eça de Queirós: "De vencedores vencidos: Bento Santiago e Carlos da Maia. Algumas considerações sobre o romance luso-brasileiro oitocentista". O referido projeto foi agraciado com Bolsa de Pesquisa da Fundação Biblioteca Nacional do Brasil em 2007/2008. Em 2013, torna-se Bolsista de Produtividade em Pesquisa pelo CNPq. Em 2016, inicia seu novo projeto de pesquisa, intitulado: "Atlas do romance queirosiano: (des)caminhos viajantes da estética realista). (Texto informado pelo autor)

 


Teresa Cristina Cerdeira da Silva

FL-UFRJ


Em breve - E-mail institucional

Possui graduação em Letras Português Literaturas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1972), mestrado em Letras (Ciência da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1979), mestrado em Littérature Comparée - Université de Toulouse II - Le Mirail (1974) e doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987). Atualmente é professora associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro Atua em Literatura Portuguesa , com ênfase nos séculos XX e XXI, sobretudo em temas relaçionados à intertextualidade, relações intersemióticas, autobiografia, literatura e história. É autora dos seguintes livros: JOSÉ SARAMAGO: ENTRE A HISTÓRIA E A FICÇÃO UMA SAGA DE PORTUGUESES (Dom Quixote, Lisboa, 1989), O AVESSO DO BORDADO (Caminho, Lisboa, 2000), e A TELA DA DAMA (Presença, Lisboa, 2013). A MÃO QUE ESCREVE (rio de Janeiro. Casa da Palavra, 2014). Organizadora e autora do livro de ensaios coletivos sobre a obra de Helder Macedo - A EXPERIÊNCIA DAS FRONTEIRAS ( EdUU, 2002) e co-organizadora de dois livros de homenagem: CLEONICE CLARA EM SUA GERAÇÃO (Ed UFRJ,) e A PRIMAVERA TODA PARA TI (PRESENÇA, LISBOA, 2004). Foi Regente da CÁTEDRA JORGE DE SENA (2005-2011) e editora da Revista METAMORFOSES (números 7, 8, 9, 10.1. 10.2. 11.1, 11.2, 12.1, 12.2) (Texto informado pelo autor).

 

Coordenação

Coordenador: Prof. Dr. Adauri Bastos

Vice-coordenadora: Prof. Dra. Maria Eugênia Lammoglia 

Secretário: Maria Goretti Mello
posvernaculas@gmail.com

Atendimento

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 12h às 16h, na sala F-319.

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ