Discente: Hélder Brinate Castro

Título da dissertação: Poética gótica e prosa regionalista: o caso de O Reino Encantado (1878), de Araripe Júnior

Orientador(a): Godofredo de Oliveira Neto

Coorientador(a): Júlio César França Pereira

Ano da defesa: 2020

Páginas: 131

Resumo:

Declarar que a literatura brasileira possui obras que dialogam com o Gótico pode parecer, a priori, um disparate. O contrassenso deriva, sobretudo, da compreensão que os estudos literários brasileiros têm da tradição gótica, comumente entendida como um fenômeno literário britânico do final do século XVIII e do início do XIX. O Gótico ultrapassa, porém, tais limites espaço-temporais: trata-se de um fenômeno transcultural marcado por uma visão de mundo negativa e desiludida com a realidade. Guiado por um ideal de arte lúgubre, que engendra prazeres estéticos negativos, o Gótico evidencia as angústias do homem moderno. No âmbito da literatura brasileira, estratégias narrativas típicas da poética gótica são recorrentes na prosa regionalista. Entre os temas explorados por essa tradição literária, os movimentos messiânicos emergem como exemplos privilegiados do modo pelo qual o Gótico se manifesta nas Letras brasileiras. Para compreender as relações entre poética gótica, ficção regionalista e ficcionalização de messianismo na literatura brasileira, o romance O Reino Encantado: crônica sebastianista (1878), de Araripe Júnior, será tomado como objeto de estudo desta dissertação. Investigar-se-ão, pois, as estratégias narrativas e formais típicas do Gótico das quais o autor se serviu para suscitar o medo como efeito estético, comparando-as ainda com os procedimentos estéticos da poética gótica empregados em outras narrativas regionalistas com influxos góticos.

Palavras-chave: Gótico; Regionalismo brasileiro; Movimento messiânico de Pedra Bonita.

Abstract

Declaring that Brazilian literature has Gothic influences may seem nonsense. This contradiction occurs because Brazilian literary studies generally understand Gothic tradition as a British literary phenomenon of the late eighteenth and early nineteenth centuries. However, Gothic surpasses spatiotemporal limits: it is a transcultural phenomenon marked by a negative worldview and by a reality disillusion. Guided by a lugubrious artistic ideal, which engenders negative aesthetic pleasures, Gothic tradition evidences modern human anxieties. In Brazilian literature, regionalist prose emerges as the literature branch in which gothic narrative strategies are more common. Among the themes explored by this literary tradition, messianic movements can be taken as examples of how Gothic manifests itself in Brazilian Letters. To understand the relationships between Gothic poetics, regionalist fiction and fictionalization of messianism in Brazilian literature, the novel O Reino Encantado: crônica sebastianista (1878), by Araripe Júnior, will be taken as the main study object of this work. Hence, we will investigate the typical gothic narrative strategies that the author utilized to create fear as an aesthetic effect, comparing these strategies with gothic procedures used in other regionalist narratives with Gothic influences.

Keywords: Gothic; Brazilian Regionalism; Pedra Bonita messianic movement.

Coordenação (fr)

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento (fr)

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço (fr)

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ