Discente:Felipe Maia Neves Favrat

Título da dissertação: O carioca nordestino - Análise da paisagem, do sujeito e da urbanidade na obra de Jose Franklin e sua disparidade com o cordel original nordestino

Orientador(a): Godofredo de Oliveira Neto Rio de

Ano da defesa: 2020

Páginas: 103

Resumo:

O objetivo desta dissertação é um estudo panorâmico da obra de Jose Franklin a partir de três eixos de articulação, quais sejam: a representação da experiência urbana, as relações entre visual e verbal e a dinâmica da diferença e da identidade. Isso passa pelo estudo das representações da experiência urbana trabalhadas pelo cordelista Jose Franklin em suas obras, além da discrepância visível na obra entre o cordel nordestino e sua versão carioca. Essas representações se processam por meio do cerceamento urbano miserável, da guerra por meio do carro, da densidade urbana semelhante a selva vietnamita e da tecnofilia militar manifestada pelas elites dominantes sobre os equipamentos de guerra através das máquinas de produção de imagem. Tais elementos saem da teoria do geógrafo Stephen Graham, em sua obra Cidades Sitiadas. Michel Collot em Poética e filosofia da paisagem será a principal fonte sobre paisagem e literatura. Para o estudo do sujeito que compõe a diferença e a identidade, há Spivak como teórica em Pode o Subalterno Falar? Para tanto, é tomado como corpus, além dos livros de teoria citados, uma visão panorâmica de cordéis e livros de prosa do autor, tendo por exemplo os folhetos: A Chegada de Lampião no Complexo do Alemão, Rebelião na ilha de Anchieta, Dico e a invasão do Alemão, Apocalipse no Complexo do Alemão e A saga de Ritinha, além dos oito livros Pingos.

Palavras-chave: Cordel, cordel carioca, Jose Franklin, Stephen Graham, Complexo do Alemão, ilha de Anchieta, periferia.

Abstract:

The objective of this monograph is the panoramic understanding of Jose Franklin's work from some elements such as urban experience, the relations between visual and verbal as well as issues of difference and identity. This involves the study of representations of urban experience worked by cordelista Jose Franklin in his works, in addition to the discrepancy visible in the work between the northeastern cordel and its Rio version. These representations are processed through the miserable urban curtailment, the war through the car, the urban density similar to the Vietnamese jungle and the military technophilia manifested by the dominant elites over the war equipment through the image production machines. Such elements come out of the theory of the geographer Stephen Graham, in his work Cities Under Siege. Michel Collot in Poetics and Philosophy of Landscape will be the main source on landscape and literature. For the study of the subject that makes up difference and identity, there is Spivak as a theoretician in Can the Subaltern Speak? For this purpose, in addition to the aforementioned theory books, a panoramic view of the author's string and prose books is taken as a corpus, including, for example, some leaflets: The Arrival of Lampião at Complexo do Alemão, Rebellion on the island of Anchieta, Dico and the invasion of Alemão, Apocalypse in Complexo do Alemão and The saga of Ritinha, in addition to the eight books Pingos.

Keywords:Cordel, cordel carioca, Jose Franklin, Stephen Graham, Complexo do Alemão, Anchieta island, periphery.

Coordenação (es)

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento (es)

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço (es)

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ