Discente: Thaissa Frota Teixeira de Araujo Silva

Título da dissertação: Lembro de você; preciso de ti: uma análise diacrônica das variantes oblíquas de 2SG na escrita epistolar fluminense

Orientador(a): Célia Regina dos Santos Lopes

Ano da defesa: 2020

Páginas:125

Resumo:

A inserção de você no quadro pronominal do Português Brasileiro (doravante PB) em variação com o pronome tu para referência à 2a pessoa do singular (doravante 2SG) ocasionou diferentes desdobramentos para as demais relações gramaticais (acusativo, dativo, oblíquo e genitivo), com a formação de um paradigma misto que apresenta formas de 2a e 3a pessoa. A posição de sujeito tem sido mais estudada e trabalhos como os de Lopes e Cavalcante (2011) e de Lopes et al. (2018) identificam a existência de três subsistemas de tratamento para o PB – (1) você exclusivo, (2) tu exclusivo e (3) alternância você/tu –, que já se faziam notar na posição de sujeito desde o século XIX. Entre os estudos que se dedicaram a investigar a variação tu e você em outras posições (não-sujeito), no Rio de Janeiro, há descrição minuciosa para o acusativo (SOUZA, 2014) e dativo (OLIVEIRA, 2014), faltando ainda uma descrição para o oblíquo. O presente trabalho tem por objetivo, portanto, analisar as formas alternantes oblíquas de 2SG do singular na diacronia em cartas fluminenses. Consideramos como oblíquos de 2SG sintagmas preposicionados que apresentam como núcleo os pronomes tônicos ti e você, além da forma morfologizada contigo, que não admitem substituição por clítico (por exemplo: “todas as noites, eu sonho com você” > *“todas as noites eu te sonho”). Levaremos em conta os princípios básicos da sociolinguística variacionista laboviana (WEINREICH; LABOV; HERZOG, 1968; LABOV, 1994) e da sociolinguística histórica (CONDE SILVESTRE, 2007; HERNÀNDEX-CAMPOY; CONDE SILVESTRE, 2012) para a análise de um corpus constituído por cartas pessoais fluminenses produzidas entre fins do século XIX e durante o século XX. Os resultados evidenciam que formas oblíquas do paradigma de você apresentam maior correlação com a forma utilizada na posição de sujeito do que as acusativas e dativas, passando a ser mais frequentes a partir de meados do século XX.

Palavras-chave: pronomes 2SG; tratamento; oblíquo.

Abstract

The rise of você in the Brazilian Portuguese pronominal chart in variation with the pronoun tu as subject in the representation of the 2nd person singular has caused different implications to others syntactic positions (accusative, dative, oblique and genitive), with the formation of a mixed paradigm that presents 2nd and 3rd person forms. The subject position has been widely studied (cf. LOPES; CAVALCANTE, 2011; LOPES et al.,2018). These studies identify the existence of three subsystems of treatment for Brazilian Portuguese – (1) exclusive você, (2) exclusive tu, (3) variation você ~ tu – that were already noticed at the subject position since the 19th century. Among the studies that dedicate to investigating the variation tu ~ você at other positions (non-subject), there is a detailed description of accusative (SOUZA, 2014) and dative (OLIVEIRA, 2014) at Rio de Janeiro, lacking the analysis of oblique. Therefore, the present work aims to analyse the oblique alternating forms of 2nd person singular diachronically in private letters from Rio de Janeiro. I assume the alternating oblique forms are prepositional phrases whose nucleus are the tonic pronouns ti and você, beyond the form contigo. The oblique forms of 2nd person singular do not allow substitution by clitic (for example: “todas as noites, eu sonho com você” > *“todas as noites eu te sonho”). As theoretical-methodological apparatus, we combine the assumptions of Labovian variationist sociolinguistics (WEINREICH, LABOV & HERZOG, 1968; LABOV, 1994) with the historical sociolinguistics (CONDE SILVESTRE, 2007; HERNÀNDEX- CAMPOY & CONDE SILVESTRE, 2012) to the analyses of a corpus consisted by private letters from the end of 19th century and during the 20th century. According to the results, the oblique forms from você paradigm have a stronger correlation with the form used in the subject position the accusative and dative forms, becoming more frequent from the mid- twentieth century.

Keywords: 2nd person‟s pronouns; treatment; oblique.

Coordenação (es)

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia

Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Eliete Figueira Batista da Silveira 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento (es)

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço (es)

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ