Discente: Julio Manoel da Silva Neto

Título da dissertação: Referenciação e argumentação em artigos de opinião

Orientador(a): Leonor Werneck dos Santos

Ano da defesa: 2018

Páginas: 146

Resumo:

À luz da Linguística do Texto (KOCH, 2003; MARCUSCHI, 2008) e da Teoria da Argumentação (DUCROT, 1987; KOCH; ELIAS, 2016; CABRAL, 2017), este trabalho objetiva analisar como as estratégias de referenciação (KOCH; MARCUSCHI, 1998; MONDADA; DUBOIS, 2003; CIULLA E SILVA, 2008) são importantes elementos constitutivos na elaboração de textos argumentativos stricto sensu, ou seja, aqueles que almejam convencer o seu público-alvo de determinada tese. Para a análise, selecionamos oito artigos de opinião, publicados em sites brasileiros de três revistas – Veja, Época e Carta Capital – e de um jornal – O Estado de São Paulo –, ao longo do triênio 2015-2017, a respeito de um tema em comum, que denominamos “eixo Síria”. A escolha dessa temática decorre do nosso objetivo de observar como os enunciadores se posicionariam diante um tema em cujo contexto não estão inseridos e cujas informações são obtidas, geralmente, de maneira “filtrada”, por meio de agências internacionais. Avaliamos um par de artigos de cada meio de comunicação, selecionando as anáforas diretas (PERDICOUYANNI-PALÉOLOGOU, 2001; MILNER, 2003; SANTOS; CAVALCANTE, 2012), encapsuladoras (CONTE, 2003; CUSTÓDIO FILHO; SILVA, 2013; PECORARI, 2015) e as pistas textuais (CORTEZ, 2009; COLAMARCO, 2014) como elementos centrais para observação, além de alguns processos dêiticos relevantes para a construção argumentativa. Em nossa análise, notamos que as construções referenciais são meios pelos quais os enunciadores explicitam seus posicionamentos discursivos, mesmo diante da temática externa, atribuindo qualificações axiológicas a diferentes objetos, tanto para valorizá-los quanto para depreciá-los, instituindo, muitas vezes, um discurso de polarização (AMOSSY, 2017) em que se supervaloriza o Ocidente em detrimento do Oriente Médio, além de silenciar ações ocidentais na Síria, almejando, dessa forma, induzir o leitor a achar válidas as investidas externas das superpotências no país. No que tange aos processos dêiticos (BENVENISTE, 1976; MAALEJ, 2003; CASTILHO, 2010; SANTOS; MORAIS, 2017), analisamos o temporal e o pessoal e vimos que tais seleções também se constroem com vistas à argumentação. Dessa maneira, avaliando as diferentes escolhas lexicais que se realizam no projeto de dizer, constatamos que a referenciação serve como um importante meio para revelar marcas argumentativas.

Palavras-chave: Referenciação, argumentação, gênero textual, artigo de opinião

Abstract:

In the light of the Text Linguistics (KOCH, 2003; MARCUSCHI, 2008) and the Argumentation Theory (DUCROT, 1987; KOCH; ELIAS, 2016; CABRAL, 2017), this paper aims to analyze how the referring strategies (KOCH; MARCUSCHI, 1998; MONDADA; DUBOIS, 2003; CIULLA E SILVA, 2008) are important constitutive elements in the elaboration of argumentative texts stricto sensu, that is, the ones which aim to convince its target public of a certain thesis. For the analysis, we selected eight opinion pieces published in Brazilian websites of three magazines – Veja, Época and Carta Capital – and a newspaper – O Estado de São Paulo –, throughout the triennium 2015-2017, concerning a common issue which we proposed to name “axis Syria”. The choice of this theme is due to our intention to observe how the enunciators would position themselves about an issue of whose context they do not make part and whose information is normally obtained in a “filtered” manner, through international agencies. We assessed a pair of pieces of each means of communication, selecting the direct (PERDICOUYANNI-PALÉOLOGOU, 2001; MILNER, 2003; SANTOS; CAVALCANTE, 2012), and encapsulated (CONTE, 2003; CUSTÓDIO FILHO; SILVA, 2013; PECORARI, 2015) anaphoras and the textual clues (CORTEZ, 2009; COLAMARCO, 2014) as central elements to be observed, besides some deictic processes relevant to the argumentative construction. In our analysis, we noticed that the referring constructions are the means through which the enunciators make explicit their discursive positioning, even facing an external theme, ascribing axiological qualifications to different objects, both for appreciate and depreciate them, often establishing a polarized discourse (AMOSSY, 2017) where the West is overvalued to the detriment of the Middle East, besides silencing western actions in Syria, with the aim of inducing the reader to take as valid the external attacks by the superpowers in the country. Concerning the deictic processes (BENVENISTE, 1976; MAALEJ, 2003; CASTILHO, 2010; SANTOS; MORAIS, 2017), we analyzed the time and person ones, and noticed that such selections are also constructed with an argumentation purpose. Therefore, assessing the different lexical choices that are made in the project of saying, we proved that referencing is an important way to reveal argumentative features.

Keywords: Referencing, argumentation, textual genre, opinion piece

Discente: Julio Manoel da Silva Neto

Título da dissertação: Referenciação e argumentação em artigos de opinião

Orientador(a): Leonor Werneck dos Santos

Ano da defesa: 2018

Páginas: 146

Resumo:

À luz da Linguística do Texto (KOCH, 2003; MARCUSCHI, 2008) e da Teoria da Argumentação (DUCROT, 1987; KOCH; ELIAS, 2016; CABRAL, 2017), este trabalho objetiva analisar como as estratégias de referenciação (KOCH; MARCUSCHI, 1998; MONDADA; DUBOIS, 2003; CIULLA E SILVA, 2008) são importantes elementos constitutivos na elaboração de textos argumentativos stricto sensu, ou seja, aqueles que almejam convencer o seu público-alvo de determinada tese. Para a análise, selecionamos oito artigos de opinião, publicados em sites brasileiros de três revistas – Veja, Época e Carta Capital – e de um jornal – O Estado de São Paulo –, ao longo do triênio 2015-2017, a respeito de um tema em comum, que denominamos “eixo Síria”. A escolha dessa temática decorre do nosso objetivo de observar como os enunciadores se posicionariam diante um tema em cujo contexto não estão inseridos e cujas informações são obtidas, geralmente, de maneira “filtrada”, por meio de agências internacionais. Avaliamos um par de artigos de cada meio de comunicação, selecionando as anáforas diretas (PERDICOUYANNI-PALÉOLOGOU, 2001; MILNER, 2003; SANTOS; CAVALCANTE, 2012), encapsuladoras (CONTE, 2003; CUSTÓDIO FILHO; SILVA, 2013; PECORARI, 2015) e as pistas textuais (CORTEZ, 2009; COLAMARCO, 2014) como elementos centrais para observação, além de alguns processos dêiticos relevantes para a construção argumentativa. Em nossa análise, notamos que as construções referenciais são meios pelos quais os enunciadores explicitam seus posicionamentos discursivos, mesmo diante da temática externa, atribuindo qualificações axiológicas a diferentes objetos, tanto para valorizá-los quanto para depreciá-los, instituindo, muitas vezes, um discurso de polarização (AMOSSY, 2017) em que se supervaloriza o Ocidente em detrimento do Oriente Médio, além de silenciar ações ocidentais na Síria, almejando, dessa forma, induzir o leitor a achar válidas as investidas externas das superpotências no país. No que tange aos processos dêiticos (BENVENISTE, 1976; MAALEJ, 2003; CASTILHO, 2010; SANTOS; MORAIS, 2017), analisamos o temporal e o pessoal e vimos que tais seleções também se constroem com vistas à argumentação. Dessa maneira, avaliando as diferentes escolhas lexicais que se realizam no projeto de dizer, constatamos que a referenciação serve como um importante meio para revelar marcas argumentativas.

Palavras-chave: Referenciação, argumentação, gênero textual, artigo de opinião

Abstract:

In the light of the Text Linguistics (KOCH, 2003; MARCUSCHI, 2008) and the Argumentation Theory (DUCROT, 1987; KOCH; ELIAS, 2016; CABRAL, 2017), this paper aims to analyze how the referring strategies (KOCH; MARCUSCHI, 1998; MONDADA; DUBOIS, 2003; CIULLA E SILVA, 2008) are important constitutive elements in the elaboration of argumentative texts stricto sensu, that is, the ones which aim to convince its target public of a certain thesis. For the analysis, we selected eight opinion pieces published in Brazilian websites of three magazines – Veja, Época and Carta Capital – and a newspaper – O Estado de São Paulo –, throughout the triennium 2015-2017, concerning a common issue which we proposed to name “axis Syria”. The choice of this theme is due to our intention to observe how the enunciators would position themselves about an issue of whose context they do not make part and whose information is normally obtained in a “filtered” manner, through international agencies. We assessed a pair of pieces of each means of communication, selecting the direct (PERDICOUYANNI-PALÉOLOGOU, 2001; MILNER, 2003; SANTOS; CAVALCANTE, 2012), and encapsulated (CONTE, 2003; CUSTÓDIO FILHO; SILVA, 2013; PECORARI, 2015) anaphoras and the textual clues (CORTEZ, 2009; COLAMARCO, 2014) as central elements to be observed, besides some deictic processes relevant to the argumentative construction. In our analysis, we noticed that the referring constructions are the means through which the enunciators make explicit their discursive positioning, even facing an external theme, ascribing axiological qualifications to different objects, both for appreciate and depreciate them, often establishing a polarized discourse (AMOSSY, 2017) where the West is overvalued to the detriment of the Middle East, besides silencing western actions in Syria, with the aim of inducing the reader to take as valid the external attacks by the superpowers in the country. Concerning the deictic processes (BENVENISTE, 1976; MAALEJ, 2003; CASTILHO, 2010; SANTOS; MORAIS, 2017), we analyzed the time and person ones, and noticed that such selections are also constructed with an argumentation purpose. Therefore, assessing the different lexical choices that are made in the project of saying, we proved that referencing is an important way to reveal argumentative features.

Keywords: Referencing, argumentation, textual genre, opinion piece

Discente: Julio Manoel da Silva Neto

Título da dissertação: Referenciação e argumentação em artigos de opinião

Orientador(a): Leonor Werneck dos Santos

Ano da defesa: 2018

Páginas: 146

Resumo:

À luz da Linguística do Texto (KOCH, 2003; MARCUSCHI, 2008) e da Teoria da Argumentação (DUCROT, 1987; KOCH; ELIAS, 2016; CABRAL, 2017), este trabalho objetiva analisar como as estratégias de referenciação (KOCH; MARCUSCHI, 1998; MONDADA; DUBOIS, 2003; CIULLA E SILVA, 2008) são importantes elementos constitutivos na elaboração de textos argumentativos stricto sensu, ou seja, aqueles que almejam convencer o seu público-alvo de determinada tese. Para a análise, selecionamos oito artigos de opinião, publicados em sites brasileiros de três revistas – Veja, Época e Carta Capital – e de um jornal – O Estado de São Paulo –, ao longo do triênio 2015-2017, a respeito de um tema em comum, que denominamos “eixo Síria”. A escolha dessa temática decorre do nosso objetivo de observar como os enunciadores se posicionariam diante um tema em cujo contexto não estão inseridos e cujas informações são obtidas, geralmente, de maneira “filtrada”, por meio de agências internacionais. Avaliamos um par de artigos de cada meio de comunicação, selecionando as anáforas diretas (PERDICOUYANNI-PALÉOLOGOU, 2001; MILNER, 2003; SANTOS; CAVALCANTE, 2012), encapsuladoras (CONTE, 2003; CUSTÓDIO FILHO; SILVA, 2013; PECORARI, 2015) e as pistas textuais (CORTEZ, 2009; COLAMARCO, 2014) como elementos centrais para observação, além de alguns processos dêiticos relevantes para a construção argumentativa. Em nossa análise, notamos que as construções referenciais são meios pelos quais os enunciadores explicitam seus posicionamentos discursivos, mesmo diante da temática externa, atribuindo qualificações axiológicas a diferentes objetos, tanto para valorizá-los quanto para depreciá-los, instituindo, muitas vezes, um discurso de polarização (AMOSSY, 2017) em que se supervaloriza o Ocidente em detrimento do Oriente Médio, além de silenciar ações ocidentais na Síria, almejando, dessa forma, induzir o leitor a achar válidas as investidas externas das superpotências no país. No que tange aos processos dêiticos (BENVENISTE, 1976; MAALEJ, 2003; CASTILHO, 2010; SANTOS; MORAIS, 2017), analisamos o temporal e o pessoal e vimos que tais seleções também se constroem com vistas à argumentação. Dessa maneira, avaliando as diferentes escolhas lexicais que se realizam no projeto de dizer, constatamos que a referenciação serve como um importante meio para revelar marcas argumentativas.

Palavras-chave: Referenciação, argumentação, gênero textual, artigo de opinião

Abstract:

In the light of the Text Linguistics (KOCH, 2003; MARCUSCHI, 2008) and the Argumentation Theory (DUCROT, 1987; KOCH; ELIAS, 2016; CABRAL, 2017), this paper aims to analyze how the referring strategies (KOCH; MARCUSCHI, 1998; MONDADA; DUBOIS, 2003; CIULLA E SILVA, 2008) are important constitutive elements in the elaboration of argumentative texts stricto sensu, that is, the ones which aim to convince its target public of a certain thesis. For the analysis, we selected eight opinion pieces published in Brazilian websites of three magazines – Veja, Época and Carta Capital – and a newspaper – O Estado de São Paulo –, throughout the triennium 2015-2017, concerning a common issue which we proposed to name “axis Syria”. The choice of this theme is due to our intention to observe how the enunciators would position themselves about an issue of whose context they do not make part and whose information is normally obtained in a “filtered” manner, through international agencies. We assessed a pair of pieces of each means of communication, selecting the direct (PERDICOUYANNI-PALÉOLOGOU, 2001; MILNER, 2003; SANTOS; CAVALCANTE, 2012), and encapsulated (CONTE, 2003; CUSTÓDIO FILHO; SILVA, 2013; PECORARI, 2015) anaphoras and the textual clues (CORTEZ, 2009; COLAMARCO, 2014) as central elements to be observed, besides some deictic processes relevant to the argumentative construction. In our analysis, we noticed that the referring constructions are the means through which the enunciators make explicit their discursive positioning, even facing an external theme, ascribing axiological qualifications to different objects, both for appreciate and depreciate them, often establishing a polarized discourse (AMOSSY, 2017) where the West is overvalued to the detriment of the Middle East, besides silencing western actions in Syria, with the aim of inducing the reader to take as valid the external attacks by the superpowers in the country. Concerning the deictic processes (BENVENISTE, 1976; MAALEJ, 2003; CASTILHO, 2010; SANTOS; MORAIS, 2017), we analyzed the time and person ones, and noticed that such selections are also constructed with an argumentation purpose. Therefore, assessing the different lexical choices that are made in the project of saying, we proved that referencing is an important way to reveal argumentative features.

Keywords: Referencing, argumentation, textual genre, opinion piece

Projetos, Núcleos e Laboratórios (es)

Coordenação (es)

Coordenador: Prof. Dr. Adauri Bastos

Vice-coordenadora: Profa. Dra. Maria Eugenia Lammoglia 

Secretário: Renato Martins e Silva
posvernaculas@letras.ufrj.br

Atendimento (es)

Além de atender por e-mail, a Secretaria do PPGLEV oferece atendimento telefônico e presencial de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h, na sala F-319.

Endereço (es)

Programa de Pós-Graduação em Letras  (Letras Vernáculas)
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F-319
Cidade Universitária — CEP 21941-917
Rio de Janeiro — RJ